São Paulo Receita faz apreensão histórica de cocaína no porto de Santos (SP)

Receita faz apreensão histórica de cocaína no porto de Santos (SP)

Apreensão é a maior já realizada pelo órgão no local. Foram cerca de três toneladas da droga, descobertas por cão farejador, em carga de bobinas

  • São Paulo | Letícia Dauer, da Agência Record

Cerca de três toneladas de cocaína foram apreendidas no porto de Santos

Cerca de três toneladas de cocaína foram apreendidas no porto de Santos

Divulgação

Uma apreensão histórica de cerca de três toneladas de cocaína foi realizada pela Receita Federal no porto de Santos, no litoral de São Paulo, na manhã desta terça-feira (22). Ninguém foi preso.

Equipes da alfândega encontraram 2.932 kg da droga escondida em bobinas de alumínio de uma carga de exportação que seguiria para o porto de Roterdã, na Holanda. 

Leia também: PM prende sete pessoas e agride mulheres em confusão generalizada

A apreensão é a maior já realizada pela Receita no local e a primeira a superar duas toneladas em uma só carga. Até então, a maior apreensão havia ocorrido no dia 8 de março de 2019, quando foram apreendidos 1.776 kg escondidos em uma carga de limões frescos armazenados em caixas de papelão.

A carga desta terça-feira foi selecionada para conferência através de critérios objetivos de análise de risco, incluindo a inspeção não intrusiva por imagens de scanner. Durante a inspeção, um cão farejador sinalizou a presença de drogas. O material apreendido foi entregue à Polícia Federal, que prosseguirá com as investigações.

Veja também: 'Fake lovers' roubam R$ 250 milhões de duas mil vítimas no Brasil

Em 2020, a Receita Federal apreendeu mais de 20,5 toneladas de cocaína no porto de Santos. Foram 49 apreensões. Na maior parte dos casos, a droga foi encontrada em contêineres que seriam enviados para a Europa.

Últimas