São Paulo Reclamações de vendas online já superam em 55% todo o ano de 2019

Reclamações de vendas online já superam em 55% todo o ano de 2019

Segundo o Procon de São Paulo, foram mais de 120 mil denúncias. Problemas com a entrega dos produtos são as principais queixas dos consumidores

Reclamações de vendas online já superam em 55% todo o ano de 2019

Reclamações de vendas online já superam em 55% todo o ano de 2019

Pixabay

No primeiro semestre do ano, o Procon de São Paulo registrou 121.173 reclamações relacionadas a compras pela internet, um crescimento de 55% em relação a todo o ano de 2019, quando foram registradas 78.419 demandas.

Leia mais: Desoneração da folha pode salvar 1 milhão de empregos, diz indústria

As queixas mais frequentes são demora, não entrega do produto com 31.614 registros e problemas com cobrança, que reuniram 10.559 reclamações.

No primeiro semestre do ano passado foram 33.628 atendimentos e, no segundo, 44.791 registros. Os principais problemas se repetiram: demora, não entrega do produto (19.124) e problemas com cobrança (5.605).

Veja também: Bolsa passa dos 100 mil pontos, mas entra em queda nesta quinta-feira

De acordo com o Procon, durante a quarentena em que o comércio ficou temporariamente fechado, as compras online se tornaram uma opção fundamental para que a população pudesse manter a aquisição de itens necessários.

Mesmo com o aumento da demanda, o consumidor não pode ser prejudicado e, segundo o Procon, "os fornecedores não podem só pensar em vender e devem investir mais no pós-venda para que não haja desequilíbrio na relação de consumo".

Leia ainda: Número de pedidos do seguro-desemprego cai 32% em junho

Para o consumidor que tiver problemas com compras pela internet ou outra questão de consumo, as denúncias podem ser feitas pelo site (www.procon.sp.gov.br), aplicativo ou pelas redes sociais, marcando @proconsp e indicando o endereço ou site do estabelecimento.

Últimas