Coronavírus

São Paulo Rede privada solicita 30 leitos de UTI à Prefeitura de São Paulo

Rede privada solicita 30 leitos de UTI à Prefeitura de São Paulo

Segundo a gestão paulistana, pedidos refletem a pressão sobre os sistemas de saúd, mas não indicam esgotamento da rede privada

  • São Paulo | Do R7

Rede hospitalar privada pede mais leitos de UTI pra pacientes de covid-19

Rede hospitalar privada pede mais leitos de UTI pra pacientes de covid-19

Reprodução/Record TV

A Prefeitura de São Paulo informou, nesta terça-feira (16), que a SMS (Secretaria Municipal da Saúde) recebeu de unidades médicas da rede privada 30 solicitações de vagas de UTI (Unidades de Terapia Intensiva) nos últimos quatro dias.

De acordo com a pasta, os pedidos refletem a pressão sobre os sistemas público e privado em função do recrudescimento da pandemia da covid-19 em São Paulo e em praticamente todas as regiões do país. No entanto, as solicitações ainda não indicam o esgotamento da rede privada.

Para a prefeitura paulistana, tais requisições de transferências para a rede municipal podem estar ligadas ao fato de o paciente não ter condições de concluir o tratamento integral na rede particular.

A SMS esclareceu que as solicitações são feitas pela Crue (Central de Urgência e Emergência do Complexo Regulador Municipal) por meio da plataforma da Cross (Central de Regulação de Oferta de Serviços de Saúde).

O secretário municipal de saúde, Edson Aparecido, disse que essa situação é inédita e reflete o nível da gravidade que atingiu a pandemia na cidade de São Paulo.

Ao todo, 15 hospitais da rede particular solicitaram os leitos de UTI ao SUS (Sistema Único de Saúde). Confira a lista:

Avi Ccena, Albert Sabin, Nove de Julho, Edmundo Vasconcelos, Lefort, Vida's, Nossa Senhora de Lourdes,  Igesp, São Camilo, Maternidade São Miguel, Nipo Brasileiro, IAVC, Santa Paula, Santa Virgínia e São Cristovão.

Últimas