São Paulo Reforma urbana tira 19 t de cabos e 110 postes de bairro em SP

Reforma urbana tira 19 t de cabos e 110 postes de bairro em SP

Projeto de distribuidora vai enterrar fiação elétrica para tornar bairro da Vila Olímpia mais digital e sustentável e incentivar geração renovável de energia

 Empresa Enel começou a retirar os postes da Vila Olímpia no final de outubro

Empresa Enel começou a retirar os postes da Vila Olímpia no final de outubro

Rivaldo Gomes/Folhapress - 22/10/2020

O bairro da Vila Olímpia, na zona sul da cidade de São Paulo, já teve 19 toneladas de cabos de telecomunicações e 110 postes retirados das suas ruas pelo projeto Urban Futurability, que pretende tornar o bairro mais digital e sustentável, em realização da distribuidora de energia da capital, a Enel, em parceria com a prefeitura de São Paulo.

Leia mais: Ipê-amarelo é colocado em lugar de poste em rua de SP no Dia da Árvore

A proposta do projeto é de enterrar os cabos de energia para aumentar a eficiência da rede e incentivar o uso responsável e renovável de energia elétrica. “A gestão da energia será feita por processos digitalizados e com inteligência artificial por meio da instalação de sensores que coletam dados sobre as condições da via”, diz Rosario Zaccaria, responsável pela área de Infraestrutura e redes da Enel Distribuição São Paulo. 

O investimento de digitalização da região é de R$ 125 milhões, financiado por meio de recursos do P&D (Projeto de Pesquisa e Desenvolvimento) da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica).

A distribuidora está removendo, em média, 10 postes por dia. Outros 194 equipamentos serão retirados até meados deste mês. Os serviços são executados de terça a sexta-feira, nos períodos da manhã, tarde e noite, exceto em vias expressas, como a Avenida Nações Unidas, onde só é possível atuar entre 22h e 05h.

Leia mais: Coleta seletiva de lixo em SP é desigual e insuficiente, diz estudo

Todos os postes removidos passarão por um processo de reciclagem. É possível reutilizar o concreto e a armadura metálica, assim como o vergalhão e os anéis que fazem a conexão dos fios. Cada poste possui 10% de ferro e 90% de concreto.

Após a retirada, o poste é levado para uma base operacional e, posteriormente, recolhido por uma empresa parceira, que encaminha os equipamentos para seu terreno próprio e realiza a destruição e descaracterização

Últimas