Coronavírus

São Paulo São Caetano (SP) é premiado pela OMS por combate à pandemia

São Caetano (SP) é premiado pela OMS por combate à pandemia

Município realizou ações de contenção da disseminação da covid-19, assistência farmacêutica e atendimento domiciliar 

  • São Paulo | Do R7

São Caetano do Sul (SP) é premiado pela OMS por iniciativas contra o coronavírus

São Caetano do Sul (SP) é premiado pela OMS por iniciativas contra o coronavírus

Facebook/Prefeitura de São Caetano do Sul - 18.07.2021

O programa Disque Coronavírus, feito em São Caetano do Sul, cidade localizada no Grande ABC, foi um dos 19 trabalhos premiados pela OMS (Organização Mundial da Saúde) e pela OPAS (Organização Pan-Americana da Saúde no Brasil). O anúncio da premiação foi feito pelas redes sociais da prefeitura no último sábado (17).

A OMS, OPAS e Ministério da Saúde criaram uma iniciativa chamada APS Forte no SUS para dar visibilidade às boas práticas desenvolvidas pelos profissionais da APS (Atenção Primária à Saúde) do SUS (Sistema Único de Saúde) em todo o país.

Foram inscritas 1.631 experiências. A cerimônia virtual realizada na sede da OPAS, em Brasília, aconteceu na última sexta-feira (16). Das 19 experiências reconhecidas pelas práticas de excelência, quatro são do estado de São Paulo - incluindo o Disque Coronavírus, de São Caetano.

As cidades participantes escolheram entre oito temas. Das experiências inscritas, 1.471 foram aprovadas para a segunda etapa do projeto. A terceira fase do projeto selecionou 261 experiências do país, e três de São Caetano estavam entre as destacadas: ações de contenção da disseminação do coronavírus numa parceria saúde-ensino-comunidade (Disque Coronavírus); ações da assistência farmacêutica: acesso e cuidado no enfrentamento da covid-19 em uma UBS (Unidade Básica de Saúde) tradicional; e implantação do atendimento em reabilitação aos pacientes curados da covid-19 após alta hospitalar.

A representante da OPAS, Socorro Gross, afirmou que as experiências podem servir de inspiração para que outros municípios também adotem as boas práticas. "Encontramos nos trabalhos equipes de saúde que de forma intersetorial construíram programas para atingir a população. Foram 19 práticas bem sucedidas que venceram obstáculos, atenderam aos mais vulneráveis e mantiveram a linha de cuidado e atendimento de vigilância em saúde. É um laboratório de inovações."

Disque Coronavírus

O município investiu em vigilância, comunicação e contou com a rede de graduação em Medicina da USCS (Universidade Municipal de São Caetano do Sul) para criar um programa de testagem domiciliar. Para acessar o programa o munícipe pode ligar para 0800 774 4002, de segunda a sexta-feira, das 8h às 22h, e aos sábados, das 8h às 12h. Ou registrar os dados no site coronasaocaetano.org em qualquer dia ou horário.

Em uma cidade onde 24% da população tem mais de 60 anos e com comorbidades próprias da faixa etária, o Disque Coronavírus conseguiu mitigar a internação e diminuir o número de óbitos. A evolução da pandemia foi controlada em tempo real em todo município. Em pouco mais de um ano de programa, foram realizados 36.491 atendimentos. Dos 21.052 testes realizados, 35% foram positivos (7.371 casos).

Últimas