Coronavírus

São Paulo São Paulo abre pré-cadastro para voluntários de testes da ButanVac

São Paulo abre pré-cadastro para voluntários de testes da ButanVac

Serão 418 voluntários acima de 18 anos. O governo já tem 8 milhões de doses da vacina estocadas no Instituto Butantan

  • São Paulo | Do R7

Na fase A de testes, serão 418 voluntários acima de 18 anos

Na fase A de testes, serão 418 voluntários acima de 18 anos

ROBERTO GARDINALLI/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO - 16.06.21

São Paulo abriu um pré-cadastro para voluntários participarem dos testes da ButanVac, a primeira vacina 100% brasileira. O anúncio foi feito pelo governador João Doria (PSDB) nesta quarta-feira (16) durante uma coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes.

Nesta primeira etapa do estudo clínico, chamada de "fase A", serão testados 418 voluntários. Os candidatos precisam ter mais de 18 anos e preencher o pré-cadastro disponível no site da vacina. De acordo com diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, o cadastro é simples e pede apenas informações pessoais básicas e contatos.

Segundo Doria, as três fases de testes clínicos devem ser concluídas em 120 dias. Depois disso, os dados serão submetidos a uma nova avaliação pela Anvisa. Já há 8 milhões de vacinas da Butanvac produzidas e estocadas no instituto.

Liberação da Anvisa

O anúncio acontece uma semana após a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) autorizar que o Instituto Butantan realize os testes da ButanVac, sua vacina contra a covid-19, em humanos. Em nota, a agência informou que antes de iniciar a vacinação dos voluntários, o instituto ainda vai apresentar algumas informações complementares sobre testes em andamento com a vacina.

Como funciona a ButanVac?

A ButanVac começou a ser desenvolvida há um ano. Ela utiliza a mesma tecnologia da vacina da gripe, já fabricada pelo Butantan. O imunizante é feito a partir de um vírus de gripe aviária inativado, chamado Newcastle.

Esse vírus funciona como vetor para transportar a proteína Spike, que é por onde o coronavírus se liga às células humanas. Esse fragmento da proteína Spike instrui o corpo a induzir a resposta imune contra a covid-19. A nova vacina usará a proteína da variante do Amazonas, de acordo com Covas, cepa do coronavírus que deve predominar no país.

Assim como a vacina da gripe, a ButanVac é criada dentro de ovos embrionados, não havendo necessidade de insumos importados. O número e intervalo das doses serão definidos após o fim dos testes clínicos.

Últimas