Novo Coronavírus

São Paulo São Paulo anuncia vacinação entre 55 e 59 anos a partir de 1º julho 

São Paulo anuncia vacinação entre 55 e 59 anos a partir de 1º julho 

Grupo deve ser imunizado até o dia 20 de julho. Governo também confirmou vacinação dos profissionais de educação de 18 a 46 anos

  • São Paulo | Do R7

São Paulo anuncia vacinação de pessoas entre 55 e 59 anos a partir de 1º julho

São Paulo anuncia vacinação de pessoas entre 55 e 59 anos a partir de 1º julho

João Nogueira - 19/05/2021/Futura Press/Estadão Conteúdo

O governo de São Paulo anunciou durante a coletiva desta quarta-feira (19) que irá vacinar pessoas entre 55 e 59 anos a partir de 1º de julho. Além deste grupo, o governo também confirmou a imunização dos profissionais de educação de 18 a 46 anos a partir do dia 21 de julho. O governador João Doria (PSDB) disse que a estimativa é vacinar 1,7 milhão de pessoas neste grupo.

"Nós vamos completar a vacinação dos profissionais de educação para retomar as aulas em total segurança no segundo semestre", explicou o governador. No entanto, o novo cronograma de vacinação é baseado na expectativa de chegada de novas doses, que precisa ser confirmada pelo Ministério da Saúde.

Projeção de vacinação no mês de julho

Projeção de vacinação no mês de julho

Reprodução Governo de São Paulo

Após paralisar a produção de CoronaVac por falta de insumos, o Instituto Butantan deve receber um novo lote de 3 mil litros de insumos da China para a produção de cerca de 5 milhões de doses do imunizante contra covid-19 no dia 26 de maio, conforme informou nesta terça-feira (18) o Instituto Butantan. A previsão é que o embarque da matéria-prima ocorra no dia 25.

Comorbidades e deficiências permanentes

Ainda segundo o governo, no dia 28 de maio será iniciada a imunização de pessoas com deficiência permanente e pessoas com comorbidades entre 40 e 44 anos. Cerca de 760 mil pessoas fazem parte desse grupo. 

A expectativa do governo é finalizar esses dois grupos ainda em julho. "Em julho a gente espera finalizar todas as comorbidades e deficiências permanentes. Mas para isso o Ministério da Saúde precisa cumprir o seu calendário vacinal. Nós precisamos de ritmo de vacinação", ressaltou a coordenadora geral do programa estadual de imunização, Regiane de Paula.

Até o momento, 15.078.432 doses foram aplicadas em todo o estado, sendo 9.929.276 com a primeira dose e 5.149.156 com o esquema vacinal completo.

>> Vacinômetro mostra como está a vacinação contra covid-19 pelo Brasil; confira

Últimas