São Paulo São Paulo faz parceria com Miami para construção de hospital

São Paulo faz parceria com Miami para construção de hospital

Covas se reuniu com o prefeito da cidade americana na terça-feira. Instalações de hospital universitário será na Mooca, região leste da capital

Bruno Covas se encontra com prefeito de Miami, Francis Suarez

Bruno Covas se encontra com prefeito de Miami, Francis Suarez

Reprodução Instagram

O prefeito Bruno Covas (PSDB) segue os mesmos passos de seu antecessor, o hoje governador João Doria. O tucano se reuniu com o prefeito de Miami (Estados Unidos), o republicano Francis Suares, na última terça-feira (13), com o objetivo de cooperação para a criação de um hospital universitário.

“Discutimos uma parceria na área de saúde, entre a Universidade de Miami, apoiada pela prefeitura e a cidade de São Paulo. A ideia é que tenhamos aqui um hospital para pesquisas e formação de médicos, que consigam atender as necessidades da população”, explicou Covas. “A Universidade Brasil, que tem memorando de entendimento com a Universidade de Miami, é que vai fazer essa ação, junto a nós.”

Leia mais: Doria e Covas iniciam obra de hospital para mudar a cracolândia

Doria, que assumiu o Palácio dos Bandeirantes no início deste ano, já viajou para países como Estados Unidos, Inglaterra e China a fim de atrair investimentos de empresas internacionais para as terras paulistas. Covas, ao que parece, segue o mesmo caminho. A escolha do prefeito se deu, então, com o prefeito de Miami, Francis Suares.

A cidade norte-americana tem um Distrito de Saúde, região com a maior concentração de instalações médicas e de pesquisa da área de saúde dos Estados Unidos, depois de Houston (Texas). O bairro é composto por hospitais, institutos de pesquisa, clínicas e escritórios governamentais, considerado centro de crescimento do setor de biotecnologia.

A região abriga centros que ampliam a eficiência dos serviços de saúde mediante intersecção de setores, como organizações não governamentais, empresas, setor público e comunidade. Intensificação da qualidade de vida, desenvolvimento econômico, incentivo à moradia, geração de empregos e melhoria da saúde pública são os objetivos do projeto da criação do Distrito da Saúde. Na cidade de quase 500 mil habitantes, a necessidade de reorganização da área de mobilidade para ampliar o acesso a região foi fundamental.

Veja também: Com mais 17 meses, Covas direciona obras para revitalizar centro de SP

Atualmente, a Universidade de Miami só tem uma ação fora dos Estados Unidos, que é em Israel. A ideia, então, é que a segunda seja em São Paulo. “É uma cidade que tem uma relação fraternal, além de cultural e econômica, que vai ajudar a construir ainda mais as pontes, não só entre São Paulo e Miami, mas também entre o Brasil e os Estados Unidos”, argumentou o tucano. Na capital paulista, o projeto se dará na Mooca, bairro da zona leste.

O encontro entre os prefeitos foi registrado por Covas em sua conta no Instagram. "Recebi hoje na Prefeitura o Prefeito de Miami. Na pauta a parceria com a Universidade de Miami para investimentos em saúde na Cidade", escreveu. Assim como Covas, Doria também se encontrou Suarez e fez o registro. "Assinamos memorando de entendimento de cooperação nas áreas de educação, tecnologia, segurança e turismo. É São Paulo buscando mais oportunidades de crescimento e parcerias internacionais", disse.

Últimas