SP Aniversario

São Paulo São Paulo inaugura memorial em homenagem às vítimas da covid-19 

São Paulo inaugura memorial em homenagem às vítimas da covid-19 

No 467º aniversário da cidade, Parque do Carmo, na zona leste, vai abrigar espaço para reflexão e resiliência em meio à pandemia

  • São Paulo | Do R7

Resumindo a Notícia

  • No dia do aniversário de SP, é inaugurado o memorial em homenagem às vítimas da covid-19
  • Espaço foi instalado no Parque do Carmo, na zona leste da capital
  • Memorial terá cápsula do tempo para reunir mensagens de vítimas do coronavírus
  • Mais de 6 mil árvores de espécies nativas foram plantadas no local
SP inaugura memorial em homenagem às vítimas da covid-19 no Parque do Carmo

SP inaugura memorial em homenagem às vítimas da covid-19 no Parque do Carmo

Divulgação / Prefeitura de SP

No dia do 467º aniversário da cidade de São Paulo, comemorado nesta segunda-feira (25), a prefeitura inaugura um memorial em homenagem às vítimas da covid-19. O espaço foi instalado no Parque do Carmo, na zona leste, com o plantio de árvores nativas da Mata Atlântica e uma escultura.

Segundo a prefeitura, "o memorial representa a resiliência e a solidariedade humana, oferecendo um espaço físico de reflexão". A ideia é dar esperança aos frequentadores do parque, por isso o ipê branco foi o símbolo eleito para representar esse momento, "dado seu caráter resiliente, contemplativo e medicinal".

Até o momento foram plantadas 3.338 mudas no Parque Natural Municipal Fazenda do Carmo e outras 3.303 no Parque do Carmo, totalizando 6.641 árvores de espécies nativas: araçá, ipê-branco, jequitibá-branco, aroeira-pimenteira, pitanga, goiaba, jabuticaba, paineira, cereja-do-rio-grande, uvaia, jatobá. Todas as mudas são provenientes do Viveiro Harry Blossfeld.

A prefeitura recebeu a doação de uma escultura feita pelo programa AVARC (Acolhimento de Vítimas, Análise e Resolução de Conflitos), do Ministério Público de São Paulo, e pelo Projeto Hígia Mente Saudável. A obra foi idealizada pela promotora Celeste Leite dos Santos, pela oficial do cartório de registro civil de Americana, Fátima Ranaldo, e teve contribuições do promotor de justiça Sílvio Antonio Marques.

O monumento tem uma cápsula do tempo, onde as pessoas poderão deixar mensagens de condolência e contar suas experiências no enfrentamento ao novo coronavírus. As mensagens serão codificadas e transformadas em cápsulas, que serão depositadas na base da obra, contando a história daqueles que se foram.

As cápsulas serão lacradas na base do monumento memorial pelo período de 100 anos, com o intuito de que se tenha uma memória fidedigna da pandemia para as futuras gerações.


Projeto Hígia Mente Saudável

Criado para apoiar cidadãos e profissionais que atuam na linha de frente do combate à covid-19, o projeto Hígia Mente Saudável é composto por representantes do Ministério Público de São Paulo, pelas Polícias Civil e Militar, além de médicos, enfermeiros, membros das forças internacionais da Paz, psicólogos, artistas plásticos, curadores de arte, organizações sociais e cidadãos voluntários com diversas áreas de especialização.

O projeto oferece escuta ativa de problemas causados pelo coronavírus, com suporte emocional, jurídico e espiritual, e tenta dar esperança às famílias em situação de vulnerabilidade.

Últimas