Novo Coronavírus

São Paulo São Paulo registra 206 mortes pelo novo coronavírus em 24 horas

São Paulo registra 206 mortes pelo novo coronavírus em 24 horas

Do total de casos diagnosticados, 770.664 estão recuperados da covid-19, mas 101.683 precisaram de internação. São 33.678 óbitos pela doença

São Paulo registra 206 mortes pelo novo coronavírus em 24 horas

São Paulo registra 206 mortes pelo novo coronavírus em 24 horas

Juan Ignacio Roncoroni / EFE - 3.9.2020

Com o registro de 206 mortes e 7.711 casos desde quinta-feira (17), o estado de São Paulo soma agora 33.678 mortes e 924.532 casos confirmados do novo coronavírus desde o início da pandemia. Do total de diagnosticados, 770.664 estão recuperados, sendo 101.683 após internação.

Leia mais: SP anuncia volta às aulas do ensino médio dia 7 de outubro

Há 4.003 pessoas internadas em unidades de terapia intensiva (UTI) de todo o estado em casos suspeitos ou confirmados do novo coronavírus, além de 5.673 pessoas internadas em enfermarias. A taxa de ocupação de leitos de UTI é de 49,1% no estado e de 48,5% na Grande São Paulo, as menores taxas de ocupação já registradas desde o início da pandemia.

“Houve melhora histórica na taxa de ocupação de leitos de UTI. Esse é o menor e melhor índice desde o início da pandemia”, disse nesta sexta-feira (18) Jean Gorinchteyn, secretário estadual da Saúde, em coletiva à imprensa no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista.

Veja também: Quase 14% dos paulistanos já foram contaminados pela covid-19

Plano São Paulo

O governo paulista manteve nesta sexta-feira (18) todas as regiões do estado paulista na fase 3 – Amarela do Plano São Paulo, o plano de retomada econômica e de convivência com a pandemia. A próxima atualização será feita no dia 9 de outubro. Antes disso, o governo só fará alguma modificação se alguma região do estado apresentar piora nos indicadores, tal como aumento na taxa de internação. Neste caso, a região será passada imediatamente para a fase 1 – Vermelha, tendo que manter a quarentena.

O Plano São Paulo é dividido em cinco fases que vão do nível máximo de restrição de atividades não essenciais (vermelho) a etapas identificadas como controle (laranja), flexibilização (amarelo), abertura parcial (verde) e normal controlado (azul). O Plano São Paulo também é regionalizado, ou seja, o estado foi dividido em 17 regiões, sendo que a região metropolitana foi dividida em cinco sub-regiões.

Últimas