São Paulo registra 36 mortes por febre amarela 

Secretaria estadual de saúde também confirmou 3 mortes por reação alérgica ocorridas desde janeiro de 2017 em todo o estado

SP registra 36 mortes por febre amarela 

Homem recebe vacina de febre amarela em São Paulo

Homem recebe vacina de febre amarela em São Paulo

BBC BRASIL

A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo divulgou no ínicio da noite desta sexta-feira(19) que 36 pessoas morreram de febre amarela no estado desde 2017. Outros 81 casos da doença foram confirmados, nenhum deles na cidade de São Paulo.

Ainda segundo a pasta, 50,6% das infecções por febre amarela foram contraídas em Mairiporã, 11,1% em Atibaia e 6% em Amparo. Essas três cidades respondem por dois terços dos casos de febre amarela silvestre no Estado. "Esses locais já possuem ações de vacinação em curso desde o ano passado", afirma a secretaria em nota. 

Mortes por reação a vacina

O comunicado do órgão do Governo de São Paulo também afirma que no estado, ocorreram 3 mortes por reação à vacina de febre amarela e que outros 6 casos estão sendo investigados.  Dois dos mortos eram moradores da capital, sendo um do bairro de Perus, na zona Norte de São Paulo e outro da cidade de Franco da Rocha.


A secretaria afirma que ambas as vítimas foram vacinadas depois de outubro. Uma terceira vítima, da cidade de Matão, havia morrido em fevereiro de 2017.

A pasta ainda alerta que para os riscos da procura indiscriminada pela vacina, que pode levar a óbito. "a vacinação só é recomendada para pessoas que vão ou residem em áreas onde o vírus circula", afirma.