São Paulo São Paulo retoma gradualmente visitas presenciais em presídios

São Paulo retoma gradualmente visitas presenciais em presídios

Familiares não visitam presos desde o início da quarentena causada pela pandemia coronavírus, em março. Visitas devem voltar sábado e domingo

Visitas devem voltar em São Paulo

Visitas devem voltar em São Paulo

Divulgação/SAP

Após mais de sete meses de suspensão devido a pandemia do novo coronavírus, as visitas presenciais nos presídios de São Paulo devem voltar gradualmente a partir do próximo sábado (7) e domingo (8), conforme informa a SAP-SP (Secretaria de Administração Penitenciária do Estado de São Paulo).

Segundo a pasta, a retomada não acontece em todos presídios paulistas porque ainda existem ações judiciais que impede a volta em alguns municípios. As unidades prisionais que não retomarem a visita nesta semana, devem continuar com as visitas virtuais.

Leia também: Algemas e saudade: como são as visitas virtuais em presídios de SP

Para voltar com as visitas, a SAP-SP afirma que os familiares devem seguir uma série de medidas para evitar aglomeração e conter a disseminação do coronavírus entre a população carcerária, funcionários e os próprios visitantes.

A secretaria explica que, para o primeiro final de semana de volta às visitas, somente presos de pavilhões pares receberam familiares, com a limitação de uma pessoa por detento, e no período de duas horas. E, ainda conforme a pasta, o tempo todo será em ambiente aberto ou, em caso de chuva, locais cobertos e arejados.

Nessa volta das visitas, também não poderão entrar nos presídios crianças, idosos, gestantes e pessoas com sintomas gripais. Também está proibida a entrada de bolsas, mochilas, sacolas, comida, itens de higiene e roupas — que devem ser enviados por correspondência. 

Os visitantes deverão usar máscara e terão medidas a temperatura e saturação de oxigênio logo na entrada do presídio.

Últimas