São Paulo São Paulo tem umidade do ar abaixo de 20% e entra em estado de alerta

São Paulo tem umidade do ar abaixo de 20% e entra em estado de alerta

Defesa Civil emitiu alerta por voltas das 15h desta segunda-feira (16). Previsão para os próximos dias é de calor intenso e sem chuva na capital

Clima
 quente e seco volta a São Paulo nesta semana

Clima quente e seco volta a São Paulo nesta semana

Renato Ribeiro Silva/ Futura Press/ Estadão Conteúdo

A cidade de São Paulo está em estado de alerta nesta segunda-feira (16), devido ao baixo indíce de umidade do ar — abaixo de 20%, segundo a Defesa Civil. Depois do recorde de temperatura do inverno paulista na semana passada, massas de ar frio abaixaram a temperatura na sexta-feira (13). A previsão para esta semana é de dias ensolarados e quentes.

Leia mais: São Paulo tem umidade abaixo de 20% e recorde de calor no inverno

Calor intenso e baixa umidade do ar nos próximos dias

A terça-feira (17) começa com a formação de nevoeiros e maior quantidade de nuvens sobre o litoral sul paulista e a baixada santista, onde as temperaturas não conseguem se elevar muito durante à tarde. Este aumento de nuvens se dá devido um sistema de baixa pressão atmosférica, que se forma ao largo do litoral do Sudeste.

Há condição para rajadas de vento de até 60 km/h entre o Rio de Janeiro e o Espírito Santo, e de 50km/h na Grande São Paulo. Nas demais áreas do interior da Região Sudeste, o tempo não muda e segue com muito sol, temperaturas em rápida elevação no meio da tarde e ar bastante seco.

Leia mais: Defesa Civil emite alerta para forte onda de calor que chega a São Paulo

Na quarta-feira (18), ainda há previsão de maior quantidade de nuvens e temperaturas mais amenas no litoral paulista, mas sem previsão de chuva.

O restante da região Sudeste continua com predomínio de sol na maior parte do dia, culminando em mais uma tarde de forte calor, com índices de umidade relativa do ar baixos. Especialistas recomendam o uso de filtro solar e muita hidratação, especialmente no norte paulista e Triângulo Mineiro, onde a umidade do ar fica abaixo de 12%.

*Estagiário do R7, sob supervisão de Ingrid Alfaya