Novo Coronavírus

São Paulo São Paulo vacina hoje policiais e agentes de segurança

São Paulo vacina hoje policiais e agentes de segurança

Governo quer vacinar 180 mil profissionais nesta etapa. Estrutura inclui 76 pontos de vacinação vinculados a unidades da PM

  • São Paulo | Do R7

SP vacina policiais e agentes de segurança nesta segunda-feira (5)

SP vacina policiais e agentes de segurança nesta segunda-feira (5)

MARCELO D. SANTS/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO - 05-04-21

O Estado de São Paulo começa a vacinar policiais e agentes de segurança contra a covid-19 nesta segunda-feria (5). A meta do governo é vacinar 180 mil profissionais nesta etapa. O governador, João Doria (PSDB), acompanhou o início da vacinação contra o coronavírus na Academia de Polícia Militar do Barro Branco, na capital.

"A partir de hoje, começam a ser vacinados 180 mil profissionais de segurança em todo o Estado de São Paulo. São profissionais da ativa das polícias Civil, Militar e Técnico-Científica, Corpo de Bombeiros, Agentes Penitenciários, Guardas Civis Metropolitanos, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e da Fundação Casa. Em 10 dias, praticamente todos desta população dos profissionais de segurança estarão vacinados", disse Doria.

A campanha ocorre com uma operação logística montada para a distribuição de cerca de 180 mil doses de vacina, disponibilizadas aos agentes em mais de 70 unidades da Polícia Militar no Estado. O objetivo da medida é evitar aglomerações nos postos públicos de saúde, onde prossegue a campanha de vacinação para o restante da população.

O governo também anunciou a vacinação dos profissionais de educação para o dia 12 de abril. Esta população representa mais 350 mil pessoas imunizadas.

Vacinação

A vacinação para esses profissionais ocorre em 87 quarteis em todo o estado. Cada profissional é encaminhado para um quartel da Polícia Militar de acordo com a proximidade do endereço de trabalho. A meta do governo é aplicar a primeira dose da vacina até a próxima segunda-feira. 

A vacinação é exclusiva aos profissionais da ativa das instituições, com exceção daqueles que não atendem aos critérios médicos estabelecidos pelas autoridades de saúde, como gestantes, lactantes, ter tido a covid-19 há 30 dias ou menos. Para receber a imunização os profissionais de segurança podem fazer um cadastro prévio pelo site da vacinação. O registro, porém, não é obrigatório.

A estrutura montada pela Secretaria de Segurança Pública do Estado para imunizar os agentes inclui 76 pontos de vacinação vinculados a unidades da Polícia Militar. Serão 21 na capital, sete na Grande São Paulo, três na região de São José dos Campos, sete na região de Campinas, sete na região de Ribeirão Preto, cinco na região de Bauru, quatro na região de São José do Rio Preto, seis na Baixada Santista, quatro na região de Sorocaba, quatro na região de Presidente Prudente, seis na região de Piracicaba e dois na região de Araçatuba.

Últimas