São Paulo São Paulo vive expectativa sobre anúncio de nova quarentena

São Paulo vive expectativa sobre anúncio de nova quarentena

Coletiva do governador João Doria acontece às 12h e deve anunciar regras que cada região do estado deve adotar a partir do dia 1º de junho

  • São Paulo | Do R7

Doria anuncia próximos passos da quarentena

Doria anuncia próximos passos da quarentena

Divulgação - 27.05.2020

O estado de São Paulo aguarda para esta quarta-feira (27) o anúncio do governador João Doria (PSDB) sobre as novas regras que devem ser adotadas no período de quarentena, que foi adiada até o dia 31 de maio. A expectativa é que Doria anuncie medidas regionalizadas de flexibilização da retomada econômica. 

Saiba como se proteger e tire suas dúvidas sobre o novo coronavírus

Os critérios do Comitê de Combate ao Coronavírus do Estado de São Paulo, liderado pelo diretor do Instituo Butantan, Dimas Covas, levam em conta quatro pontos: a taxa de ocupação de leitos de UTI abaixo de 80%, o índice de isolamento minimo de 55%, redução sustentada do número de novos casos de covid-19 por 14 dias e baixa taxa de transmissão da doença.

Leia também: Critérios para flexibilização causam divergência entre Doria e Covas (SP)

A expectativa é que os municípios de todo o estado sejam identificados por quatro cores - vermelha, laranja, amarela e verde - que sinalizam o grau do problema. Por esses critérios, a capital ainda estaria no pior estágio, o vermelho.

A adoção do plano de reabertura gradual deve estar restrita ao interior. Na capital, na região metropolitana e também na Baixada Santista, a propagação da doença e as taxas de isolamento ainda geram preocupaçao.

Na segunda-feira (25), o secretário da Fazenda e do Planejamento do Estado de São Paulo Henrique Meirelles, afirmou que a retomada começará pelo oeste do estado, em cidades com menor densidade e maior capacidade de atendimento hospitalar. 

Até esta terça-feira (26), o Estado de São Paulo registrou 6.423 mortes e 86.107 infectados pela covid-19. A taxa de lotação das UTIs (Unidades de Terapia Intensiva) no estado é de 73,5%. Na Grande São Paulo, o índice está em 86,3%. Após os feriados antecipados, o isolamento social continua registrando taxas menores que o necessário para frear primeira onda de contágio da pandemia.

Últimas