São Paulo São Paulo volta a oferecer refeições gratuitas no Bom Prato

São Paulo volta a oferecer refeições gratuitas no Bom Prato

Suspensa desde 20 de setembro, medida voltada às populações em situação de rua será mantida até o fim do estado de calamidade pública

  • São Paulo | Isabelle Gandolphi, da Agência Record

Fila do Bom Prato

Fila do Bom Prato

Eduardo Anizelli/Folhapress - 24.03.2020

A oferta de refeições gratuitas às populações em situação de rua nos restaurantes da rede estadual Bom Prato será mantida até o fim do estado de calamidade pública em São Paulo, informou a Secretaria de Desenvolvimento Social nesta quinta-feira (5).

Moradores de rua: meu teto é o céu

O benefício, que garante a alimentação de graça para moradores de rua, havia sido implementado 29 de maio por conta da pandemia da covid-19, já que as doações, uma das fontes de renda destas populações, diminuiu consideravelmente. A ação visou atender a 15 mil pessoas em situação de rua cadastradas pelas prefeituras paulistas. 

A medida, no entanto, foi suspensa em 20 de setembro pelo governo. A rede voltou a cobrar das pessoas em situação de rua R$ 1 para almoço e jantar, e R$ 0,50 para o café da manhã, como normalmente. 

"Tem os preguiçosos", diz Bia Doria sobre moradores de rua em SP

A Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social alegou que a medida foi "criada em caráter emergencial para garantir a segurança alimentar das pessoas em situação de extrema vulnerabilidade social durante a pandemia".

Em 23 de outubro, a Justiça de São Paulo deferiu liminar obrigando o governo do Estado de São Paulo a retomar em até 72 horas a gratuidade das refeições, sob pena de multa diária de R$ 10 mil. 

Últimas