Coronavírus

São Paulo Sem vaga em UTI, Catanduva (SP) pede explicação a quem sai na rua

Sem vaga em UTI, Catanduva (SP) pede explicação a quem sai na rua

Só pode circular pela cidade quem provar a necessidade. Também com 100% de ocupação em UTI, Barretos só abre serviço essencial

  • São Paulo | Do R7, com informações da Record TV

Cidade de São José do Rio Preto está com 94% dos leitos de UTI ocupados

Cidade de São José do Rio Preto está com 94% dos leitos de UTI ocupados

LUCIANO CLAUDINO / CÓDIGO19 / ESTADÃO CONTEÚDO - 15.02.2021

Com ocupações dos leitos de UTI ( Unidade de Terapia Intensiva) acima dos 90%, as cidades de Catanduva e Barretos, no interior de São Paulo adotaram medidas mais restritivas de controle da pandemia do novo coronavírus nesta quinta-feira (17).

Em Catanduva, a prefeitura determinou que, até o final deste mês, só poderá sair nas ruas quem puder comprovar a necessidade. O transporte coletivo, ensino presencial, serviços públicos e o comércio estarão fechados. Atividades como a de supermercados podem funcionar somente com delivery. 

A prefeitura de Barretos definiu que a partir deste sábado (19) somente serviços essenciais devem funcionar. A regra vale até o dia 28.

A cidade de São José do Rio Preto está com 94% dos leitos de UTI ocupados com pacientes da covid-19. Até o próximo dia 1° de julho, todas as atividades econômicas devem permanecer fechadas das 18h às 6h da manhã e o transporte coletivo funcionará apenas das 5h às 20h.

Em Araraquara, a prefeitura também decidiu adotar o bloqueio total por pelo menos oito dias. É a segunda vez este ano que medidas mais rígidas são impostas. Outros 23 municípios vizinhos também devem seguir as mesmas regras. No mês passado, 88 pacientes morreram na região à espera de transferência para a UTI.

Os comerciantes, que lidam há mais de um ano com o abre e fecha das atividades, temem o impacto das novas medidas nos empregos e na saúde financeira da população.

Últimas