São Paulo Servidor da gestão Kassab preso por fraude milionária na prefeitura confessa corrupção

Servidor da gestão Kassab preso por fraude milionária na prefeitura confessa corrupção

Fiscal disse que os quatro envolvidos no esquema recebiam quase R$ 1 milhão por mês

Servidor da gestão Kassab preso por fraude milionária na prefeitura confessa corrupção

Ex-servidor preso por corrução aceita delação premiada

Ex-servidor preso por corrução aceita delação premiada

Reprodução/Rede Record

Um dos quatro servidores da Prefeitura de São Paulo suspeitos de corrupção confessou o crime. O ex-agente de fiscalização Luiz Alexandre Magalhães disse que o esquema desviava cerca de R$ 240 mil por semana. 

Os quatro suspeitos presos na última quarta-feira por fraude milionária envolvendo a cúpula da Secretaria de Finanças da gestão do ex-prefeito Gilberto Kassab (PSD) foram levados para a carceragem do 77º Distrito Policial (Santa Cecília). No início da tarde de quinta-feira (31), o agente de fiscalização foi levado para prestar depoimento e confessou o crime. 

Ele disse ao Ministério Público que os quatro envolvidos no esquema recebiam em torno de R$ 1 milhão por mês. A propina de R$ 240 mil por semana era dividida entre eles, conforme explica o promotor Roberto Bodini. 

— Cada um dos envolvidos recebia R$ 60 mil por semana, número que evoluiu no final do funcionamento do esquema para R$ 80 mil por semana para cada um dos envolvidos. 

Dinheiro desviado na gestão Kassab bancaria Samu e GCM por um ano. Veja o que mais poderia ser pago

Segundo as investigações, o ex-subsecretário da receita municipal Ronilson Rodrigues e outros três envolvidos teriam desviado pelo menos R$ 200 milhões. Construtoras pagavam um valor do ISS (Imposto Sobre Serviços) menor que o devido para a prefeitura. O funcionário responsável pela fiscalização cobrava propina para liberar a obra, quase sempre prédios de luxo. 

Com o dinheiro da corrupção, o grupo investia em imóveis de alto padrão em várias cidades, como Santos, no litoral Paulista, e Juiz de Fora, em Minas Gerais. Alguns dos carros de luxo dos acusados também foram apreendidos.

Veja o patrimônio milionário de fiscais da gestão Kassab suspeitos de desviar dinheiro da prefeitura

Kassab diz que desconhece fraudes na Prefeitura de SP

O prefeito Fernando Haddad disse, na quinta-feira, que pode haver outros envolvidos no esquema

— O nosso desejo é que isso vá até o fim porque nossa intenção é recuperar esse recurso. Além disso, nós vamos chamar as empresas porque elas têm que prestar esclarecimentos de por que, em que condições que se submeteram a essa prática. 

Quando ocupava o cargo de confiança na gestão Gilberto Kassab, Ronilson Bezerra Rodrigues fez uma cartilha para os subordinados. Entre as diretrizes, combater a fraude, a sonegação e a inadimplência. Hoje ele está preso suspeito de corrução. 

Este não é o primeiro escândalo da gestão de Gilberto Kassab, na Prefeitura de São Paulo. Quando chefiava o setor de liberação de construções, Hussain Aref Saab cobrava propina para legalizar obras irregulares. O próprio ex-prefeito é réu em um processo que apura irregularidades na contratação da empresa Controlar, que faz a inspeção veicular na cidade. 

Assista ao vídeo: