grevecaminhoes
São Paulo Sindicato diz que gasolina e etanol acabaram na Grande SP e na capital

Sindicato diz que gasolina e etanol acabaram na Grande SP e na capital

Presidente do Sincopetro afirma que ainda há pequenas quantidades de gasolina aditivada e diesel. Em Porto Alegre, já não há mais gasolina

Greve dos caminhoneiros

Alguns postos aumentaram os preços

Alguns postos aumentaram os preços

Renato S. Cerqueira/Futura Press/Folhapress - 25.05.2018

O Sincopetro (Sindicato Comércio Varejista Derivados Petróleo Estado São Paulo) informou, nesta sexta-feira (25), que o etanol e a gasolina acabaram nos postos da Grande São Paulo e da Capital.  

De acordo com o presidente da Sincopetro, José Alberto Paiva Gouveia, ainda há uma pouco de gasolina aditivada e diesel.

O desabastecimento foi causado pela greve dos caminhoneiros, que começou na segunda-feira (21). 

Nesta sexta, quinto dia de paralisação, há registro de bloqueios e efeitos da greve em todo país

Na quinta-feira, os postos de gasolina ficaram com filas. Em Brasília, por exemplo, um estabelecimento estava cobrando R$ 9,99 pelo litro da gasolina. 

Segundo o Procon-SP, o aumento dos preços nessa situação é abusivo e, por isso, os consumidores devem denunciar os postos que mudaram os preços dos combustíves por causa da falta no mercado. 

Porto Alegre

Os postos de Porto Alegre não têm mais gasolina, de acordo com o Sindicato Intermunicipal do Comércio Varejista de Combustíveis e Lubrificantes do Estado do Rio Grande do Sul (Sulpetro). Contudo, alguns estabelecimentos possuem ainda gás natural veicular (GNV) e diesel. As informações são do jornal Correio do Povo, parceiro do R7.