Coronavírus

São Paulo SP: 501 atletas tiveram covid na retomada do futebol, diz estudo

SP: 501 atletas tiveram covid na retomada do futebol, diz estudo

Entre julho e dezembro de 2020, houve 25 surtos da doença, com cinco ou mais casos registrados no mesmo time em 15 dias

  • São Paulo | Letícia Dauer, da Agência Record

Pesquisa analisou mais de 29 mil testes realizados em um grupo de 6.500 atletas e staff

Pesquisa analisou mais de 29 mil testes realizados em um grupo de 6.500 atletas e staff

Lance! Galerias

 A taxa de infecção pela covid-19 após a retomada do futebol no estado de São Paulo em 2020 chegou a 12% entre os atletas e 7% entre as equipes de apoio, totalizando 25 surtos, com cinco ou mais casos registrado na mesma equipe em 15 dias, de acordo com um estudo realizado pela FMUSP (Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo).

A pesquisa analisou mais de 29 mil testes realizados pela FPF (Federação Paulista de Futebol) em um grupo de 6.500 atletas e staff, entre julho e dezembro do último ano. "Nesse período, houve 662 testes positivos, sendo 501 em atletas",  relata o professor Bruno Gualano, da FMUSP.

O trabalho foi publicado no último dia 5 e faz parte do projeto Coalizão Sport-Covid-19, que reúne cientistas de diversos centros com o objetivo de investigar o impacto da doença na saúde de atletas.

"Os casos mais graves, incluindo uma morte, foram observados majoritariamente entre o pessoal de apoio", destaca Gualano. "Essa incidência de infecção é altíssima quando comparada à de outras ligas que foram retomadas durante a pandemia. Na Alemanha, por exemplo, não houve nenhum caso positivo ao longo do campeonato."

O estudo conclui que em que há falhas e pouca efetividade no controle da pandemia, a abertura do esporte está associada com um risco enorme de infecções.

Últimas