São Paulo SP: Acusado de matar garota de programa em motel é identificado

SP: Acusado de matar garota de programa em motel é identificado

Justiça decretou nesta quinta (13) a prisão temporária do suspeito. Outro envolvido está preso pelo crime, ocorrido em Santo André

  • São Paulo | Do R7, com informações da Agência Record

Luana Garcia, de 24 anos, foi morta durante programa em motel na Grande SP

Luana Garcia, de 24 anos, foi morta durante programa em motel na Grande SP

Reprodução/Record TV

A Polícia Civil de Santo André, na Grande São Paulo, identificou o acusado de matar Luana Garcia, de 24 anos, que trabalhava como garota de programa, crime ocorrido em um motel da cidade no dia 5 de maio. O suspeito já teve a prisão temporária decretada pela Justiça. Um segundo envolvido no crime já está preso.

De acordo com informações da SSP-SP (Secretaria de Estado da Segurança Pública de São Paulo), o caso é investigado em inquérito policial instaurado pelo Setor de Homicídios de Santo André. Um suspeito da autoria do crime foi identificado e teve sua solicitação de prisão temporária deferida pela Justiça.

Uma irmã de Luana, em entrevista concedida à Record TV, acredita que a jovem possa ter sido atraída para uma emboscada e cobra o esclarecimento do assassinato.

O caso

Segundo a Polícia Civil, a vítima foi morta após um desentendimento em razão do valor do programa. Dois homens haviam contratado os serviços de duas garotas de programa e foram ao motel. Após passarem a noite em uma festa na Cidade Tiradentes, zona leste de São Paulo.

Os casais contrataram quartos separados e, em um deles, Luana Garcia teria se desentendido com o cliente e morta com disparos de arma de fogo. A amiga dela, que fazia programa no quarto ao lado, se assustou com os estrondos, foi em busca de Luana, mas a encontrou morta.

Os amigos - sendo um deles o autor dos disparos - fugiram, ameaçando funcionários do motel com uma arma. A Polícia Militar foi acionada e a vítima foi encontrada com perfurações em uma das suítes.

Últimas