Novo Coronavírus

São Paulo SP antecipa entrega de 600 mil doses da CoronaVac para sexta (30)

SP antecipa entrega de 600 mil doses da CoronaVac para sexta (30)

Entrega estava prevista inicialmente para o dia 3 de maio. Novo lote deve ajudar estados sem vacinas para 2ª dose

  • São Paulo | Do R7

Mais 600 mil doses serão entregues na próxima sexta-feira (30)

Mais 600 mil doses serão entregues na próxima sexta-feira (30)

Cristiane Mota/Fotoarena/Estadão Conteúdo

O governo do Estado de São Paulo antecipou a entrega de 600 mil doses da vacina CoronaVac para a próxima sexta-feira (30). O anúncio foi feito pelo governador João Doria (PSDB) durante coletiva de imprensa realizada no Instituto Butantan nesta quarta-feira (28).

Inicialmente, a entrega de um novo lote estava pevista para o dia 3 de maio. "Graças ao trabalho em quatro turnos, 24h por dia, incluindo sábados, domingos e feriados, nessa sexta entregaremos mais 600 mil doses", comemorou o governador.

Ainda segundo o governo, essa nova remessa deve ajudar os estados que não possuem vacinas para dar a segunda dose do imunizante. No mês de março foram disponibilizadas ao Ministério da Saúde 22,7 milhões de doses, em fevereiro foram 4,85 milhões e em janeiro mais 8,7 milhões de unidades. Em abril, até o último dia 19, foram liberadas 5,2 milhões de doses.

Produção ButanVac

O Instituto Butantan também anunciou a fabricação de 1 milhão de doses da ButanVac mesmo sem autorização da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para iniciar os testes do imunizante em humanos. Nesta terça (27), a agência negou o pedido do Butantan.

A produção de uma vacina ButanVac custa cerca de US$ 3 (quase R$ 17), praticamente um terço das duas doses (também uma vacina) da CoronaVac. Feito em parceira com o laboratório chinês Sinovac, o imunizante custa US$ 10,30 (quase R$ 57) aos cofres públicos.

Últimas