São Paulo SP antecipa vacina a profissionais de saúde com mais de 42 anos

SP antecipa vacina a profissionais de saúde com mais de 42 anos

Imunização ocorre nas 468 Unidades Básicas de Saúde, AMA/UBS Integradas, nos drive-thrus, mega postos e postos volantes

  • São Paulo | Do R7

Cidade de São Paulo antecipa vacinação para profissionais de saúde com mais de 42 anos

Cidade de São Paulo antecipa vacinação para profissionais de saúde com mais de 42 anos

Governo do Estado de São Paulo - 12.04.2021

A Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal da Saúde, antecipou a vacinação contra a covid-19 para profissionais de saúde com mais de 42 anos. A partir deste sábado (15), o grupo poderá ser imunizado em todos os postos na cidade.

A vacinação ocorre nas 468 Unidades Básicas de Saúde, AMA/UBS Integradas, nos drive-thrus, mega postos e postos volantes. Neste sábado, segundo a prefeitura, as doses da vacina Pfizer estarão disponíveis no sistema drive-thrus.

Além dos 24 drive-thrus e os oito novos mega postos, a primeira dose estará disponível em todas as 468 Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e AMA/UBS Integradas, além dos drive-thrus e dos mega postos. Quem precisar tomar a segunda dose deve procurar uma das UBSs da cidade.

Para primeira dose, serão utilizados os imunizantes da Pfizer e da Oxford/Astrazeneca. Segundo a prefeitura, quem tomou Coronavac como primeira dose pode procurar as UBSs para receber a segunda dose do imunizante. O intervalo para segunda dose da Pfizer e da Oxford/Astrazeneca é de 12 semanas, enquanto o da Coronavac é de 28 dias.

Os profissionais de saúde devem apresentar documento do Conselho de Classe ou comprovante de profissão (certificado ou diploma) e  um comprovante de residência da cidade de São Paulo.

Nesta fase da campanha são priorizados médicos, enfermeiros, técnicos auxiliares, nutricionistas, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, biólogos, biomédicos e técnicos de laboratório que façam coleta de RT-PCR SARS-CoV2 e análise de amostra de covid-19, farmacêuticos, técnicos de farmácia, odontólogos, auxiliares de saúde bucal, ténicos de saúde bucal, fonoaudiólogos, psicólogos, assistentes sociais, profissionais de educação física e médicos veterinários.

As primeiras doses também são aplicadas nas pessoas com comorbidades acima de 50 anos e também pessoas com deficiência permanente beneficiárias do BPC (Benefício de Prestação Continuada).

As pessoas com comorbidades acima de 50 anos precisam apresentar documento de identificação (preferencialmente CPF) e comprovante de condição de risco (exames, receitas, relatório ou prescrição médica), contendo o CRM do médico.

De acordo com a prefeitura, são consideradas comorbidades doenças cardiovasculares, diabetes, pneumopatias crônicas, cirrose hepática, obesidade mórbida e casos de hipertensão. Segundo dados da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), a capital possui 225.939 pessoas nestas condições, sendo 220.224 pessoas com comorbidades e 5.715 deficientes permanentes.

A rede de postos de vacinação da capital conta ainda com, pelo menos 130 postos volantes, que incluem igrejas, farmácias, supermercados, escolas, praças e UBS com drive-thru.

Neste sábado (15), excepcionalmente, não ocorrerá a vacinação contra covid-19 no drive-thru do Autódromo de Interlagos, devido a uma etapa do Campeonato Brasileiro de Stock Car que será realizado no local, utilizando os mesmos acessos e via interna do espaço.

Últimas