Coronavírus

São Paulo SP antecipa vacinação de idosos com mais de 85 anos para sexta

SP antecipa vacinação de idosos com mais de 85 anos para sexta

Com a chegada de mais insumos para CoronaVac, imunização de pessoas com mais de 80 anos começará no dia 1º de março

  • São Paulo | Do R7

Resumindo a Notícia

  • Governo Doria anunciou antecipação da vacinação de idosos entre 85 e 89 anos para sexta
  • Pessoas com mais de 80 anos também serão vacinadas, só que a partir de primeiro de março
  • Imunização de idosos com mais de 90 anos deverá terminar até o final de semana em SP
  • Até tarde desta quarta-feira, pouco mais de 1 milhão já tinham sido vacinados no Estado
Todos os idosos com mais de 90 anos serão vacinados em SP até fim da semana

Todos os idosos com mais de 90 anos serão vacinados em SP até fim da semana

Fernando Bizerra/EFE - 08.02.2021

A população com mais de 85 anos começará a ser imunizada na sexta-feira (12), data antecipada em três dias uma vez que, inicialmente, a vacinação para esse público só iniciaria na segunda-feira (15). O anúncio foi feito pelo governador de São Paulo, João Doria (PSDB), nesta quarta-feira (10).

O avanço na programação foi possível, segundo o governo paulista, por causa da chegada de mais insumos para fabricar o imunizante CoronaVac, capaz de prevenir infecções pelo novo coronavírus. 

"O governo conseguiu antecipar o cronograma com as mais 900 mil doses da vacina do Butantan. Nessa nova fase, serão vacinados 309 mil idosos [com mais de 85 anos e menos de 89 anos] em todo o Estado", disse Doria.

A gestão tucana também informou hoje que a população de idosos com mais de 80 anos começará a ser vacinada no dia 1º de março. A data também foi definida com a chegada de mais insumos da vacina do Butantan. A faixa etária que compreende idosos de 80 a 84 anos possui 563 mil pessoas. 

"A vacinação de idosos representa a liberdade daqueles que ficaram em suas casas afastados de seus netos. Essa mesma população que sofreu em suas casas com seus familiares levando o vírus para suas casas quando desrespeitavam as normas de isolamento social", afirmou o secretário estadual de Saúde, Jean Gorinchteyn.

A vacinação contra o coronavírus começou no dia 17 de janeiro, na capital paulista, logo após a aprovação emergencial da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) ao imunizante do Instituto Butantan, a CoronaVac. Até o início da tarde desta quarta-feira, pouco mais de um milhão de pessoas haviam sido vacinadas em todo o estado.

Segundo o governo, a Secretaria de Estado da Saúde conclui nesta quarta-feira o envio de mais de 900 mil doses da vacina do Butantan a todas as regiões do Estado.

A medida permite que os municípios comecem a oferecer a segunda dose da imunização a grupos que já tomaram a vacina do Butantan em janeiro: profissionais da saúde, indígenas e quilombolas, além de idosos acima de 60 anos e pessoas com deficiência a partir de 18 anos que vivem em instituições de longa permanência.

Últimas