Coronavírus

São Paulo SP anuncia novo ciclo de vacinação contra covid em 17 de janeiro

SP anuncia novo ciclo de vacinação contra covid em 17 de janeiro

Secretário da saúde Jean Gorinchteyn diz que ainda não há estudos sobre 3ª dose, mas garantiu 1ª e 2ª doses a todos 

  • São Paulo | Do R7

Secretário Gorinchteyn anuncia início de novo ciclo de vacinação contra covid em 17 de janeiro

Secretário Gorinchteyn anuncia início de novo ciclo de vacinação contra covid em 17 de janeiro

Divulgação Governo de São Paulo

O estado de São Paulo vai começar um novo ciclo de vacinação contra o coronavírus a partir do dia 17 de janeiro de 2022. A informação foi confirmada pelo secretário estadual de São Paulo, Jean Gorinchteyn, durante coletiva de imprensa na sede do Instituto Butantan, nesta segunda-feira (19).

"Queremos expandir essa fase não apenas para São Paulo, mas para todo o país. Como a formulação da vacina permite a incorporação de novas cepas, é capaz que tenhamos dentro de uma próxima vacina, dois ou três tipos diferentes de vírus, dando uma proteção constante para a nossa população", afirmou.

Em relação a uma eventual 3ª dose da CoronaVac, o governo afirmou que há estudos sobre possibilidades de ter uma dose de reforço do imunizante. Isso porque, segundo o governo paulista, será necessária uma campanha anual de vacinação contra o coronavírus. "Estamos preocupados em garantir a 1ª e a 2ª dose a todos os brasileiros, completando assim o ciclo vacinal", afirmou Garcia.

O anúncio ocorreu durante a entrega de mais 1 milhão de doses da CoronaVac ao Programa Nacional de Imunização do Ministério da Saúde. O vice governador Rodrigo Garcia, que acompanhou as entregas, disse que, com a remessa, são 56.149 milhões entregues à pasta.

"O grande desafio é entrega do que falta 44 milhões até 30 de agosto, antecipando a entrega da compra feita pelo PNI. O Butantan tem trabalhado todos os dias e aos finais de semana para fazer a produção da CoronaVac e o mais rapidamente fazer a entrega ao Minsitério da Saúde", afirmou Rodrigo Garcia.

As novas entregas, iniciadas na quarta-feira (14), são referentes à produção de um novo lote de 10 milhões de doses processadas a partir dos 6 mil litros de IFA (Ingrediente Farmacêutico Ativo) recebidos no dia 26 de junho. Na quarta-feira, o instituto liberou 800 mil doses. Na quinta (15), foram 200 mil e na sexta-feira (16), mais 1 milhão.

A matéria-prima recebida no dia 26 foi envasada na fábrica do Butantan, na zona oeste da cidade de São Paulo, e passou por etapas como embalagem, rotulagem e controle de qualidade das doses.

As vacinas entregues hoje fazem parte do segundo contrato firmado com o Ministério da Saúde, de 54 milhões de vacinas. O primeiro, de 46 milhões, foi concluído em 12 de maio. A previsão do Butantan é completar, até o fim de agosto, 100 milhões de vacinas disponibilizadas ao Programa Nacional de Imunização (PNI), antecipando em 30 dias o prazo contratual.

Na madrugada do dia 13, o instituto recebeu carga recorde de 12 mil litros de matéria-prima para produzir e entregar outras 20 milhões de doses. Uma nova remessa de IFA, com mais 12 mil litros, deve chegar até o final deste mês.

Últimas