Novo Coronavírus

São Paulo SP anuncia vacinação de pessoas com 70 e 71 anos em 29 de março

SP anuncia vacinação de pessoas com 70 e 71 anos em 29 de março

Novo público totaliza 600 mil pessoas. Nesta segunda-feira (15), teve início a vacinação de idosos com 75 e 76 anos

  • São Paulo | Do R7

SP anuncia nova faixa etária para vacinação contra covid-19

SP anuncia nova faixa etária para vacinação contra covid-19

Aloisio Mauricio/Fotoarena/Estadão Conteúdo - 11.02.2021

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta segunda-feira (15), que pessoas com 70 e 71 anos começarão a ser vacinadas contra a covid-19 a partir de 29 de março. O anúncio foi feito durante coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes, na capital paulista.

De acordo com a coordenadora do Programa Estadual de Vacinação de São Paulo, Regiane de Paula, a faixa dos 70 e 71 anos equivale a 600 mil pessoas. A faixa etária de 75 e 76 anos corresponde a 420 mil e as idades de 72, 73 e 74 anos a 730 mil. No total, são 4 milhões e 858 mil pessoas vacinadas até o momento no estado.

Nesta segunda-feira (15), teve início a vacinação de idosos com 75 e 76 anos. Segundo o vacinômetro de São Paulo, são 3.920.144 doses aplicadas, 2.833.860 da primeira dose e 1.086.284 da segunda.

O Instituto Butantan e o governo de São Paulo acompanharam, nesta segunda-feira, a liberação de mais 3,3 milhões de doses da CoronaVac ao PNI (Programa Nacional de Imunizações) do Ministério da Saúde. Com o novo carregamento, o total de vacinas oferecidas pelo instituto ao PNI chega a 20,6 milhões de doses desde o início das entregas, em 17 de janeiro.

Cronograma de vacinação de idosos em São Paulo

Cronograma de vacinação de idosos em São Paulo

Divulgação/Governo de São Paulo

O diretor do Butantan, Dimas Covas afirmou ainda que, a partir de setembro, mais 30 milhões de doses adicionais serão entregues a São Paulo. "Vamos entregar 160 milhões de doses, 100 milhões ao PNI até agosto, mais 30 milhões adicionais a São Paulo e mais 30 milhões ao Ministério da Saúde", informou Covas.

O governador disse ainda que as 30 milhões de doses compradas para a população de São Paulo não acarretarão em prejuizo de novas demandas ao Ministério da Saúde. "Vamos vacinar as 36 milhões de pessoas até 31 de dezembro", afirmou. Doria informou ainda que o governo paulista negocia a compra de novos imunizantes com um laboratório internacional.

Em relação a chegada das 3,3 milhões de doses encaminhadas ao PNI, Dimas Covas esclareceu que 22,6% permanecem em São Paulo para a população, seguindo as regras determinadas pelo programa. O percentual equivale a 823 mil doses do imunizante. "Com as novas doses, é possível dar continuidade para a segunda dose e progredir para novas faixas etárias", disse Gorinchteyn.

Últimas