São Paulo SP aplica 51 autuações por falta do uso de máscaras no transporte 

SP aplica 51 autuações por falta do uso de máscaras no transporte 

Passageiros e funcionários dos terminais de ônibus devem usar a proteção obrigatoriamente desde o dia 4 de maio. Multa é de R$ 3,3 mil

Uso de máscaras no transporte é obrigatório desde o dia 4 de maio

Uso de máscaras no transporte é obrigatório desde o dia 4 de maio

SXU.xu

A falta do uso de máscaras de proteção no transporte público de São Paulo provocou 51 autuações em três dias na cidade de São Paulo. O uso passou a ser obrigatório no transporte público municipal e estadual no dia 4 de maio. Devem cumprir a regra funcionários e usuários dos terminais de ônibus, passageiros e motoristas do transporte público, e também de táxi e de aplicativos. A medida foi adotada para evitar a disseminação do novo coronavírus.

Saiba como se proteger e tire suas dúvidas sobre o novo coronavírus

Entre os dias 5 e 7 de maio, 18 autuações foram aplicadas a empresas operadoras e 33 a empresas que prestam serviços de segurança, vigilância e administração nos terminais municipais, de acordo com a SPTrans. 

Leia também: Pessoas físicas não serão multadas por falta de máscaras, diz Covas

Em nota, a companhia afirma que "os usuários do transporte coletivo têm aderido ao uso obrigatório de máscara de proteção e as equipes da SPTrans permanecem fiscalizando e, caso a determinação seja descumprida, a multa aplicada será de 750 tarifas às empresas concessionárias de transporte". O valor da sanção corresponde a R$ 3,3 mil. 

Usuários que não usarem máscaras de proteção correm o risco de serem barrados no ônibus, nos trens e no Metrô.

Últimas