São Paulo SP: Câmara aprova representações contra vereador por fala racista

SP: Câmara aprova representações contra vereador por fala racista

Em sessão virtual no início de maio, Camilo Cristófaro afirmou que lavar chão seria 'coisa de preto', sem perceber áudio aberto

  • São Paulo | Do R7

O processo por racismo já havia sido aprovado na Corregedoria da Câmara de São Paulo

O processo por racismo já havia sido aprovado na Corregedoria da Câmara de São Paulo

André Bueno/ Rede Câmara

A Câmara de São Paulo aprovou nesta terça-feira (24) quatro representações contra o vereador Camilo Cristófaro (sem partido) por falas racistas. Em sessão virtual no dia 3, o vereador afirmou que lavar chão seria 'coisa de preto', sem perceber que o áudio estava liberado.

Foram 51 votos a favor do acolhimento das acusações. Era necessária a maioria absoluta de votos, ou seja, 28.

O processo por racismo já havia sido aprovado na Corregedoria da Câmara de São Paulo, na semana passada. O caso seguiu para o plenário. A relatoria do caso foi feita pela vereadora Elaine do Quilombo Periférico (PSOL), que é membro da Corregedoria.

Agora, após a aprovação pelo plenário, o processo volta para a Corregedoria para que sejam ouvidas as testemunhas, além da defesa do parlamentar.

Após a fala racista, o vereador Camilo Cristófaro pediu desculpas à população negra. "Venho de uma geração onde as piadinhas eram normais e preciso passar por uma desconstrução desses preconceitos. Cometi um erro", escreveu em nota.

Últimas