Novo Coronavírus

São Paulo SP cancela feriado de Carnaval com 82% da população na fase laranja

SP cancela feriado de Carnaval com 82% da população na fase laranja

Para impedir expansão da pandemia, gestão estadual recomenda que prefeituras sigam orientação 

  • São Paulo | Do R7

Governo de SP cancela feriado de Carnaval

Governo de SP cancela feriado de Carnaval

Werther Santana/Estadão Conteúdo - 9.3.2019

O governo de São Paulo anunciou, nesta sexta-feira (29), o cancelamento do feriado do Carnaval no Estado para conter a pandemia do coronavírus. O anúncio foi feito pelo governador João Doria durante coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes, na capital paulista.

"O governo de São Paulo, assim como a prefeitura da capital, cancela o ponto facultativo do carnaval", disse. "Portanto, não teremos feriado de carnaval em todo o Estado. Essa é a recomedação do Centro de Contigência para, com isso, manter sob controle a expansão da pandemia."

O secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, afirmou que as prefeituras têm autonomia para tomar decisões, mas recomendou que os municípios sigam a recomendação do Estado.

Reclassificação

O governo de São Paulo também divulgou a nova reclassificação do Plano São Paulo de abertura econômica. A região de Ribeirão Preto foi para a fase vermelha, a mais restritiva do plano; Já as regiões de Presidente Prudente e Sorocaba apresentaram melhoras e passaram para a fase laranja.

Presidente Prudente e Sorocaba vão para laranja e Ribeirão Preto para vermelha

Presidente Prudente e Sorocaba vão para laranja e Ribeirão Preto para vermelha

Divulgação Governo SP

Nessa fase laranja, estão: Presidente Prudente, Sorocaba, Araçatuba, São José do Rio Preto, Araraquara, São João da Boa Vista, Piracicaba, Campinas, Sorocaba, Registro e a Grande São Paulo.  Na fase vermelha, estão Marília, Bauru, Taubaté, Barretos, Franca, Ribeirão Preto. Tanto o estado de São Paulo quanto a Grande SP, tem taxa de ocupação de 69,9% no número de leitos. 

Neste fim de semana, todo o Estado deverá seguir as regras da fase vermelha do Plano São Paulo, etapa em que funcionam somente serviços essenciais, como padarias, supermercados, farmácias e postos de combustíveis. 

Últimas