São Paulo SP: candidatos falam sobre auxílio e criação de vagas nesta quarta (25)

SP: candidatos falam sobre auxílio e criação de vagas nesta quarta (25)

Covas (PSDB) repercutiu resultado das últimas pesquisas Ibope e Datafolha e Boulos (PSOL) abordou violência doméstica em encontro com mulheres 

  • São Paulo | Do R7

Covas e Boulos, candidatos à prefeitura de São Paulo

Covas e Boulos, candidatos à prefeitura de São Paulo

Montagem/R7

Os candidatos à Prefeitura de São Paulo que avançaram após o 1º turno das Eleições Municipais 2020, Bruno Covas (PSDB) e Guilherme Boulos (PSOL), abordaram pagamento de auxílio emergencial, criação de vagas de trabalho nas subprefeituras e a política em relação aos usuários de crack.  O segundo turno de votações está  marcado para o dia 29 de novembro.

Leia também: TSE registra aumento de violência contra candidatos em 2020

A campanha eleitoral começou oficialmente no dia 27 de setembro e o R7 tem divulgado os compromissos de campanha dos concorrentes à administração municipal paulistana. O critério definido para apresentação foi a ordem alfabética.

Bruno Covas (PSDB)

O candidato do PSDB, Bruno Covas, se reuniu nesta quarta-feira com diretores do Movimento Livres e concedeu entrevista para a Carta Capital, às 16h, e para a Folha de São Paulo, às 16h50. No início da tarde, Covas participou de uma caminhada na avenida Paulista, em que falou sobre o auxílio emergencial que a prefeitura vai pagar em parcela única de R$ 300 no mês de dezembro a pessoas de baixa renda cadastradas no Bolsa Família. Segundo Covas, o benefício complementa o auxílio emergencial do governo e será pago automaticamente, sem necessidade de cadastro. Na ocasião, o prefeito se declarou favorável à internação compulsória de usuários de crack e disse que a questão deve ser tratada de forma integrada entre diferentes secretarias de governo. Nas redes sociais Covas citou os resultados de Ibope e Datafolha, que o colocam à frente nas pesquisas e os serviços de acolhimento às mulheres vítimas de violência na capital.

Guilherme Boulos

O candidato do PSol, Guilherme Boulos,começou o dia com sabatina na rádio CBN e encerrou com entrevista ao canal de Fábio Porchat no Instagram. À tarde, Boulos participou de encontro com encontro com mulheres de periferia em Itaquera, na zona leste. O candidato afirmou que pretende criar 50 mil vagas ligadas às subprefeituras da capital paulista como forma de oferecer oportunidades com menor distância entre a casa e o trabalho. Ele afirmou também que pretende reforçar o trabalho da patrulha guardiã Maria da Penha na GCM (Guarda Civil Metropolitana). Boulos disse que quer contratar mais agentes femininas para o combate à violência contra a mulher.  

Últimas