Novo Coronavírus

São Paulo SP cobra de Ministério da Saúde kit intubação para evitar colapso

SP cobra de Ministério da Saúde kit intubação para evitar colapso

Secretário da Saúde afirmou que governo paulista enviou nove ofícios à pasta do governo federal solicitando os medicamentos

  • São Paulo | Do R7

Segundo Gorinchteyn, o último documento foi enviado ao ministério nesta terça

Segundo Gorinchteyn, o último documento foi enviado ao ministério nesta terça

Evandro Leal/Enquadrar/Estadão Conteúdo - 19.03.2021

O governo do Estado de São Paulo disse ter enviado nove ofícios, ao longo de 40 dias, para o Ministério da Saúde com solicitações de medicamentos do chamado ‘kit intubação’ para pacientes graves com covid-19, anunciou o secretário da Saúde, Jean Gorinchteyn, em coletiva de imprensa nesta quarta-feira (14), no Instituto Butantan.

Segundo Gorinchteyn, o último documento foi enviado ao ministério nesta terça-feira (13). A gestão estadual busca repor o atual estoque da medicação, atualmente suficiente para alguns dias, de acordo com o secretário.

“Em 40 dias, a Secretaria do Estado da Saúde mandou o quantitativo de nove ofícios para o Ministério de Saúde. Ontem foi o último ofício que mandamos porque precisamos do apoio do governo federal para a aquisição centralizada dos kits intubação”, disse.

De acordo com Gorinchteyn, há dois grupos de medicações que “causam disputas a todas as entidades federais e municipais”: os neuromusculares e anestésicos.

Diante desse impasse, prosseguiu o responsável pela pasta da saúde paulista, o governo estadual colabora com os municípios com as reservas que já possui. “Mas eles, assim como todos os estados, estão precisando dessa ajuda, precisamos de algo centralizado a todos os estados”, afirmou o secretário.

Na terça-feira (13), o governador João Doria afirmou que vai recorrer ao exterior para fazer uma compra emergencial dos kits.

Últimas