São Paulo SP: 'Corujão da Saúde' terá 335 mil exames de diagnóstico de câncer

SP: 'Corujão da Saúde' terá 335 mil exames de diagnóstico de câncer

Governo retoma o programa a partir da próxima sexta-feira (1º) em ambulatórios médicos de especialidades e hospitais públicos

Agência Estado
Serão feitas endoscopias, colonoscopias, ressonâncias magnéticas, entre outros exames

Serão feitas endoscopias, colonoscopias, ressonâncias magnéticas, entre outros exames

Leon Rodrigues/ Secom/ Prefeitura de São Paulo

O estado de São Paulo irá retomar o programa Corujão da Saúde, que tem como objetivo diminuir a fila de espera por exames no SUS (Serviço Único de Saúde), a partir da próxima sexta (1º). Na primeira etapa serão ofertados 335 mil exames para diagnóstico de câncer e 19,1 mil sessões de radioterapia. Serão atendidos pacientes que foram cadastrados pelos municípios na Cross (Central de Regulação de Ofertas e Serviços de Saúde) (CROSS) até o dia 31 de agosto.

Segundo o estado, serão feitas endoscopias (cerca de 18,4 mil procedimentos), colonoscopias (11,1 mil), retossigmoidoscopias (1,5 mil), tomografias computadorizadas (180,5 mil), ultrassonografias (28,5 mil), biópsias (6,5 mil) e ressonâncias magnéticas (88,8 mil). Isso permitirá o diagnostico de câncer do aparelho digestivo, tireoide, próstata, cérebro, pulmão e de pele.

O programa começará nesta sexta-feira nos Ambulatórios Médicos de Especialidades e hospitais públicos. Outros 50 hospitais privados, entre eles o Albert Einstein, o Sírio Libanês e o Oswaldo Cruz, farão parte do programa. Nestes locais a data de início do Corujão é 11 de outubro. O governo do Estado informou que está em andamento um chamamento público complementar para contratação dos serviços, com prazo até 1º de outubro.

Últimas