Novo Coronavírus

São Paulo SP cria força-tarefa para acelerar entrega de vacinas do Butantan

SP cria força-tarefa para acelerar entrega de vacinas do Butantan

Entrega de 3,4 mi de doses começa na terça (23). Governo antecipa previsão das 54 mi de doses da vacina para o Ministério da Saúde

  • São Paulo | Do R7

Amanda Perobelli/Reuters

O governador João Doria anunciou, nesta quarta-feira (17), a criação de uma força-tarefa para acelerar a entrega de doses da vacina do Instituto Butantan para todo o país. A fábrica de imunizantes na capital paulista dobrou o total de funcionários do setor de envase de 150 para 300 profissionais.

"Nossa orientação é agilizar todos os processos para permitir que as vacinas cheguem o mais rapidamente possível aos brasileiros”, afirmou Doria. Após a fabricação e o controle de qualidade no Butantan, os imunizantes são entregues ao Ministério da Saúde, que faz a distribuição às Secretarias Estaduais de Saúde.

Além do incremento de 100% na mão-de-obra para envasamento das vacinas. Segundo o governo, o controle de qualidade também terá 20 novos profissionais que se juntarão aos 300 trabalhadores que atuam na capital paulista.

"Devemos escalar essa produção e, a partir de abril, provavelmente vamos dobrá-la porque vamos ter a disposição uma fábrica que, neste momento, está sendo usada para a produção da vacina da gripe”, disse Dimas Covas, diretor do Butantan.

A partir da próxima terça (23), o Butantan prevê acrescentar ao PNI (Plano Nacional de Imunizações) um novo lote de 3,413 milhões de doses em um prazo de oito dias. Em média, serão 426 mil doses por dia para a imunização de brasileiros contra o coronavírus em todo o país.

Últimas