Coronavírus

São Paulo SP criará 'passaporte' para receber só vacinados em feiras e eventos

SP criará 'passaporte' para receber só vacinados em feiras e eventos

App fará a leitura por QR Code, liberando a entrada de quem se imunizou. Uso deve ser feito em restaurantes e outros comércios

  • São Paulo | Bruno Piccinato, da Record TV

A prefeitura de São Paulo vai criar um dispositivo que vai funcionar como uma espécie de passaporte, para garantir a entrada somente de pessoas vacinadas contra a covid-19 em eventos e feiras na capital paulista, segundo anunciou Ricardo Nunes (MDB) nesta segunda-feira (23).

O aplicativo funcionará a partir da leitura de um QR Code, que apontará se a pessoa recebeu o imunizante, e liberando sua entrada em eventos como feiras, feiras de negócios ou quaisquer outros autorizados pela Vigilância Sanitária.

Nunes explicou que “o dispositivo vai poder colocar na sua plataforma a leitura de QR Code, que vai ler se a pessoa fez (recebeu a vacina), teve a primeira ou segunda dose, ou seja, se ela está vacinada e assim ter o seu passaporte para poder adentrar aos eventos autorizados pela Vigilância”.

Ainda de acordo com o prefeito, outros estabelecimentos, como restaurantes, também deverão utilizar a tecnologia.

Anúncio foi feito na manhã dessa segunda-feira (23)

Anúncio foi feito na manhã dessa segunda-feira (23)

Reprodução Record TV

“Esse é o passaporte. Se o estabelecimento tiver pessoas dentro do seu estabelecimento sem a vacina e que for observado pela vigilância sanitária eles sofrerão multas. Pra que evite que eles tomem multa, a gente está oferecendo um mecanismo para que possam identificar as pessoas estejam com a vacina . Você pode ir lá com a sua carteirinha. [Se] às vezes perdeu a carteirinha, a gente vai oferecer um sistema [para comprovar a imunização por app]”, afirmou.

A data para sua utilização ainda não está definida, segundo o prefeito, mas deve ocorrer entre esta e a próxima semana.

Últimas