Novo Coronavírus

São Paulo SP: drive-thrus de vacinação voltam a ser suspensos a partir de hoje

SP: drive-thrus de vacinação voltam a ser suspensos a partir de hoje

Serviço será retomado na cidade quando nova faixa etária começar a ser imunizada contra a covid-19. Saiba onde se vacinar na capital

Postos em sistema drive-thru deixam de funcionar temporariamente a partir desta segunda

Postos em sistema drive-thru deixam de funcionar temporariamente a partir desta segunda

Governo do Estado de São Paulo - 12.04.2021

A partir desta segunda-feira (31) está suspensa temporariamente a vacinação contra covid-19 nos postos de drive-thru e postos volantes em farmácias. A decisão foi anunciada pela prefeitura no sábado (29), por conta da baixa demanda. O serviço será retomado quando a vacinação for aberta para uma nova faixa etária.

As UBSs (Unidades Básicas de Saúde) que oferecem o sistema de drive-thru continuam aplicando normalmente as vacinas. A vacinação nas unidades ocorre de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h. A lista com todos os endereços está disponível no site da prefeitura. As AMA/UBS Integradas funcionam de 7h às 19h, inclusive aos sábados e feriados. Confira a lista aqui.

Também estarão funcionando normalmente os SAE (Serviços de Assistência Especializada) de segunda a sexta-feira. A lista completa está disponível aqui.

Os centros escola também seguem funcionando. Os endereços são:

- CS Escola Barra Funda - Alexandre Vranjac - Av. Dr. Abrãao Ribeiro, 283 - Bom Retiro
Atendimento para vacinação: de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h;

- CS Escola Geraldo de Paula Souza - Av. Dr. Arnaldo, 925 - Sumaré
Atendimento para vacinação: de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h;

- CS Escola Samuel Barnsley Pessoa – Av. Vital Brasil, 1.490 - Butantã
Atendimento para vacinação: de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

A orientação da SMS (Secretaria Municipal de Saúde) é que os moradores da cidade busquem a vacina de maneira gradual, evitando aglomerações e preenchendo o pré-cadastro no site Vacina Já para agilizar em até 90% o tempo de atendimento.

Desde sexta-feira (28), é exigido comprovante de residência para receber o imunizante e, a partir de segunda (31), uma cópia dos atestados e receitas médicas das pessoas com comorbidades passará a ser retida nos postos.

Últimas