Coronavírus

São Paulo SP entrega mais 1,7 milhão de doses da CoronaVac a ministério

SP entrega mais 1,7 milhão de doses da CoronaVac a ministério

Segundo governo, total de vacinas fornecidas ao Programa Nacional de Imunizações chega a 16,1 milhões desde 17 de janeiro

  • São Paulo | Do R7

Total de vacinas entregues a ministério chega a 16,1 milhões de doses

Total de vacinas entregues a ministério chega a 16,1 milhões de doses

Marlon Costa/Futura Press/Estadão Conteúdo

O governador João Doria anunciou nesta segunda-feira (8) que o governo de São Paulo liberou mais 1,7 milhão de doses da vacina do Instituto Butantan contra o coronavírus ao Programa Nacional de Imunizações (PNI) do Ministério da Saúde. Com o novo carregamento, o total de vacinas disponibilizadas pelo Butantan ao PNI chega a 16,1 milhões de doses desde o início das entregas, em 17 de janeiro.

"Hoje estamos entregando mais 1 milhão e 700 mil doses da vacina do Butantan para o Brasil para que o Ministério da Saúde distribua a todos os estados brasileiros e possa prosseguir a vacinação dos brasileiros de outros estados, assim como dos brasileiros que vivem aqui em São Paulo", afirmou Doria.

No dia 3 de março, o Butantan havia distribuído 900 mil doses ao PNI. Em fevereiro foram entregues cerca de 4,85 milhões de doses. Na quinta-feira (4), uma remessa de 8,2 mil litros de Insumo Farmacêutico Ativo (IFA), correspondente a cerca de 14 milhões de doses, desembarcou em São Paulo para serem envasados, rotulados e embalados no instituto. 

Segundo o governo, o Butantan vem realizando uma força-tarefa para envasar, em ritmo acelerado, doses para a entrega ao PNI. Uma das ações foi dobrar o quadro de funcionários na linha de envase para atender a urgência do momento.

Até o final de março serão entregues 21 milhões de doses da vacina – 17% a mais do que o previsto inicialmente - e, até 30 de abril, o número de vacinas disponibilizadas ao PNI somará 46 milhões. O Butantan ainda trabalha para entregar outras 54 milhões de doses para vacinação dos brasileiros até 30 de agosto.

Últimas