São Paulo SP: família e populares prestam homenagem ao menino Benjamim

SP: família e populares prestam homenagem ao menino Benjamim

Corpo do garoto de 4 anos foi encontrado nesta sexta-feira (6) após mais de 48 horas de buscas. Pescadores ajudaram bombeiros nos trabalho

  • São Paulo | Do R7, com informações da Record TV

Familiares de Benjamim Nunes de Jesus, de 4 anos, acompanhados de populares, que acompanharam as buscas pela criança por mais de 48 horas, prestaram homenagem ao menino na praia de Santa Cruz dos Navegantes, no Guarujá, litoral de São Paulo, na tarde desta sexta-feira (6). 

Menino Benjamim era uma criança doce e esperta, segundo familiares

Benjamim Nunes de Jesus, de 4 anos

Benjamim Nunes de Jesus, de 4 anos

Reprodução/Record TV

Na beira do mar, a mãe chorou e jogou flores brancas. Na areia, moradores da comunidade soltaram balões brancos em memória do garoto, que morreu afogado. 

Mãe de Benjamim joga flores ao mar

Mãe de Benjamim joga flores ao mar

Reprodução/Record TV

"Essa praia pra gente sempre foi um local de felicidade. A gente quer homenagear o Ben pra lembrar que aqui também é nosso lugar de paz", disse Kelly de Souza, tia da criança.

O corpo de Benjamim foi retirado esta manhã após ser visto boiando a cerca de 50 metros da faixa de terra. Ele havia desaparecido na terça-feira (3) quando brincava na praia. Ele estava com a mãe, que perdeu o menino de vista em um momento de distração.

A partir de então, começou um trabalho intenso se buscas por terra e na água.

Foram mais de 48 horas de buscas. Homens do Corpo de Bombeiros vasculharam a mata que cerca a praia. A procura também foi feita em um centro comunitário, que é um dos acessos ao local. 

Populares soltam balões em homenagem ao menino Benjamim

Populares soltam balões em homenagem ao menino Benjamim

Reprodução/Record TV

Uma equipe de guarda-vidas fez uma busca em linha na parte mais rasa da praia, enquanto mergulhadores  vasculharam o fundo do mar.

Moradores de uma tradicional comunidade de pescadores também ajuaram nas buscas com barcos. E foi um deles que, na manhã desta sexta, encontrou o corpo. 

Luiz Carlos dos Reis estava dormindo na embarcação que costuma vigiar e, ao acordar, avistou o corpo do menino boiando na água, a cerca de 50 metros da faixa de areia. "Eu vim pegar ele aqui ó, pra amarrar ele aqui", conta Reis. Em seguida, se emociona: "Meu deus do céu".

Ele avisou um grupo de pescadores, que conseguiu colocar o corpo do menino em cima de uma boia de pesca para aguardar a chegada do Corpo de Bombeiros. Na chegada dos bombeiros, o corpo foi retirado da água e, em seguida, reconhecido pela família.

Últimas