Novo Coronavírus

São Paulo SP fará 233 mil testes sorológicos de covid-19 nas próximas semanas

SP fará 233 mil testes sorológicos de covid-19 nas próximas semanas

Nova etapa de testagem inclui exames de anticorpos em profissionais da segurança pública, saúde, em presídios e na Fundação Casa

  • São Paulo | Do R7

Teste identifica se pessoa já teve contato com o vírus

Teste identifica se pessoa já teve contato com o vírus

Cadu Rolim/Fotoarena/Estadão Conteúdo

O governo de São Paulo vai realizar 233,7 mil testes sorológicos de covid-19 em grupos específicos da população até o dia 15 de julho, anunciou nesta sexta-feira (19) o presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas, que coordena o sistema de testagens da rede pública no estado.

Esse tipo de teste identifica se os indivíduos já tiveram contato com o coronavírus e desenvolveram anticorpos, mesmo que não tenham desenvolvido os sintomas.

O principal grupo a ser testado são servidores da área de segurança pública: 194,8 mil, incluindo polícias Militar, Civil, Técnico-Científica e Guardas Municipais.

Também serão feitos 12 mil testes em funcionários do Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto e outros 2.000 em agentes do Samu da capital.

Leia também: Prefeitura de SP testará cinco mil moradores para covid-19 por sorteio

A nova etapa de testagem prevê ainda a realização de exames em internos da Fundação Casa e detentos do sistema prisional.

Segundo Dimas Covas, o teste sorológico é fundamental para identificar o avanço do coronavírus e traçar cenários de acordo com cada região.

"O teste sorológico olha para o passado. ele nos diz exatamente quantas infecções ocorreram, em que período, em que local e em que população."

São Paulo também já iniciou projetos piloto para realização de exames em populações vulneráveis, como idosos residentes em lares de longa permanência, aldeias indígenas e comunidades carentes.

Últimas