São Paulo SP: Faxineiro preso por empurrar mulher no metrô volta às ruas

SP: Faxineiro preso por empurrar mulher no metrô volta às ruas

Homem foi preso em janeiro de 2018, quando empurrou uma desconhecida no trilho do metrô. Mulher caiu em vão de concreto e sobreviveu

  • São Paulo | Isabelle Gandolphi e Letícia Dauer, da Agência Record

Homem empurrou mulher em trilho do metrô

Homem empurrou mulher em trilho do metrô

Reprodução

A Justiça de São Paulo concedeu liberdade provisória ao faxineiro Sebastião José da Silva, de 55 anos, que foi preso em flagrante em janeiro de 2018 após empurrar uma mulher no trilho do Metrô.

O homem foi detido após empurrar Jussara Araújo de Souza, de 23 anos, na linha do Metrô na estação Conceição, da Linha 1-Azul, na zona sul de São Paulo, no dia 9 de janeiro de 2018.

Jussara ficou presa no pequeno vão que fica próximo ao concreto, não sendo atropelada pelo trem. "Foi horrível. Quando ele me empurrou, eu pensei que eu ia morrer. Eu vi tudo", disse à vítima, na época, ao R7.

A decisão foi do juiz Luis Gustavo Esteves Ferreira, da 1ª Vara do Júri. O TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo) informou, via e-mail, que o processo está em segredo de justiça e, por isso, não poderia informar o motivo da decisão ou qualquer outro detalhe.

O caso

"Ele tem que pagar pelo que fez", afirmou em entrevista ao R7 Jussara Araújo de Souza, de 23 anos, empurrada por um homem nos trilhos do metrô em São Paulo, logo depois do crime.

O faxineiro foi preso após empurrar a jovem pelas costas nos trilhos da estação Conceição, linha 1-Azul,pouco antes do trem chegar.

Depois do ataque, um segurança do Metrô conseguiu deter o suspeito, que foi encaminhado à delegacia.

Em depoimento à polícia na época, o faxineiro disse que ouviu vozes dizendo para matar a vítima. O suspeito não possuía passagens pela polícia e contou para polícia que não conhecia a vítima. Ele foi preso em flagrante por tentativa de homicídio.

Últimas