São Paulo SP faz campanha por vacinação de adolescentes e crianças

SP faz campanha por vacinação de adolescentes e crianças

Dia “V” será em 16 de outubro. Objetivo é atualizar carteira e diminuir a incidência de doenças, como sarampo e caxumba

  • São Paulo | Do R7

SP faz campanha para vacinar crianças e adolescentes contra doenças preveníveis

SP faz campanha para vacinar crianças e adolescentes contra doenças preveníveis

Reprodução/ Record TV

A partir desta sexta-feira (1º), a cidade de São Paulo dá início à campanha nacional de multivacinação, voltada a crianças e adolescentes. Todas as 469 UBSs (Unidades Básicas de Saúde) da capital vão atender à população com as vacinas BCG, hepatites A e B, poliomielite, rotavírus, pentavalente (DTP+Hib+HB), pneumocócica, meningocócicas C e ACWY, febre amarela, sarampo, caxumba, rubéola, varicela, HPV e difteria tétano.

A ação tem como objetivo atualizar a caderneta de crianças e adolescentes de 0 a 15 anos, aumentar as coberturas vacinais e diminuir a incidência das doenças imunopreveníveis, como difteria, coqueluche, poliomielite, sarampo, caxumba, entre outras.

No dia 16 de outubro vai ocorrer o "Dia V" da vacinação na capital. Nesta data, todas as UBSs estarão abertas para imunizar crianças e adolescentes. A vacinação contra a covid-19 seguirá normalmente nos megapostos, drive-thrus e postos volantes.

Por causa da pandemia, será permitido apenas um familiar acompanhar a criança ou adolescente a ser imunizado. Os pais ou responsável devem levar caderneta de vacinação e documento com foto de ambos. 

Mesmo que a caderneta de vacinação esteja completa, a Secretaria Municipal de Saúde recomenda que as famílias procurem os postos. Com o passar dos anos, algumas vacinas são atualizadas e uma nova aplicação é indicada. Um exemplo é a vacina meningocócica ACWY, que está disponível para adolescentes de 11 e 12 anos.

Segundo a prefeitura, a queda no número de vacinados põe a população em risco, com a possibilidade de casos graves individuais ou até surtos de doenças imunopreveníveis.

Com a aplicação da vacina da Pfizer em adolescentes acima de 12 anos contra a covid-19, dependendo do imunizante, não é necessário aguardar o intervalo de 14 dias para participar da campanha de multivacinação.

Últimas