São Paulo SP: Homem é morto a facadas e filho é principal suspeito do crime

SP: Homem é morto a facadas e filho é principal suspeito do crime

Mulher da vítima apresentou uma carta, supostamente escrita pela nora, dizendo que o jovem de 23 anos mataria o próprio pai

  • São Paulo | Mariana Rosetti, da Agência Record

Homem de 67 anos foi assassinado a facadas em Carapicuíba (SP)

Homem de 67 anos foi assassinado a facadas em Carapicuíba (SP)

Reprodução/Google Street View

Um homem de 67 anos foi assassinado a facadas em Carapicuíba, na região metropolitana de São Paulo, na noite de terça-feira (18). Seu filho é o principal suspeito, cuja esposa teria encaminhado uma carta à sogra relatando sobre o crime.

Policiais foram acionados para uma ocorrência de lesão corporal, na rua São Mac, no bairro Vila Margarida. No local, encontraram o idoso Antônio Gonçalves dos Santos, caído no chão da garagem, aparentemente já sem vida.

Ele estava com diversos cortes, sangrava muito e tinha uma faca alojada no peito. O ferimento na barriga era muito intenso e o corpo estava rígido. Segundo a PM, a casa estava fechada e, aparentemente, vazia.

Apesar dos indícios de morte aparente, o Corpo de Bombeiros foi acionado, mas Antônio não resistiu aos ferimentos e morreu. O local foi periciado e o carro de cadáver acionado.

Enquanto a PM preservava a cena do crime, Leonildes Malquires Pereira Costa se aproximou e disse ser a companheira da vítima. Ela contou aos policiais que seu filho morava no endereço e vivia em constante briga com o pai.

A mulher foi conduzida à delegacia onde apresentou uma carta, supostamente escrita pela nora, dizendo que o jovem de 23 anos mataria o próprio pai. A mulher do rapaz entregou a carta à sogra de manhã, e pediu que ela lesse no trabalho.

Após o crime, o suspeito fugiu com a esposa e a filha e ainda não foi localizado.

Uma faca foi apreendida, bem como um celular da marca Motorola.

O caso foi registrado como homicídio simples consumado, no 1º Distrito Policial de Carapicuíba, que segue investigando o caso.

Últimas