Novo Coronavírus

São Paulo SP inicia semana com ônibus sem rodar e transporte público lotado

SP inicia semana com ônibus sem rodar e transporte público lotado

Trens da CPTM e do Metrô amanheceram abarrotados no primeiro dia da fase vermelha. Já as garagens estão cheias de coletivos

  • São Paulo | Do R7

São Paulo amanhece com trens abarrotados no primeiro dia da fase vermelha

São Paulo amanhece com trens abarrotados no primeiro dia da fase vermelha

Roberto Costa/Código19/Estadão Conteúdo – 12.04.2021

O Estado de São Paulo retorna nesta segunda-feira (12) à fase vermelha, um pouco menos restritiva que a emergencial, que vigorou até ontem no Plano São Paulo. Para o trabalhador paulistano que pega transporte público, porém, as mudanças são pequenas, uma vez que a capital paulista amanheceu o dia e começou a semana com garagens de ônibus cheias de coletivos sem rodar e o transporte público abarrotado.

De acordo com os médicos e especialistas, o transporte público é um dos principais meios para a contaminação com o novo coronavírus, uma vez que o distanciamento social não é respeitado. 

A reportagem da Record TV esteve, desde o fim da madrugada, nas estações Luz, Barra Funda e Itaquera para acompanhar a movimentação nos trens da CPTM e do Metrô. As imagens se repetem em relação à semana passada, com milhares entrando e saindo dos vagões, com aglomeração nas escadas rolantes das estações.

Do ar, o helicóptero da Record TV, com o comandante Uan, mostrou que os ônibus estão nas garagens da Grande São Paulo, o que colabora para promover as aglomerações nos poucos coletivos que estão nas ruas. Em um estacionamento de Carapicuíba, na Grande São Paulo, é possível ver mais de 50 coletivos encostados e sem rodar.

Na zona leste de São Paulo, na região de São Mateus, outra garagem de ônibus está repleta de coletivos parados, que poderiam estar nas ruas para ajudar a aliviar a lotação no transporte público.

Garagem de ônibus lotada com coletivos que deveriam estar nas ruas de São Paulo

Garagem de ônibus lotada com coletivos que deveriam estar nas ruas de São Paulo

Reprodução Record TV

Últimas