São Paulo SP lança campanha sobre o direito das mulheres à informação

SP lança campanha sobre o direito das mulheres à informação

Na capital, o foco é o combate à violência de gênero. Prefeitura vai mobilizar os cinco Centros de Cidadania da Mulher (CCM)

  • São Paulo | Do R7

SP lança campanha sobre o direito das mulheres ao acesso à informação

SP lança campanha sobre o direito das mulheres ao acesso à informação

Pexels

A cidade de São Paulo realiza nesta segunda-feira (20) projeções em dois prédios da periferia para marcar o lançamento da campanha “Informe Mulheres, Transforme Vidas”. As ações serão realizadas em Parelheiros, zona sul, e em Itaquera, zona leste, das 18h às 19h, com uma mensagem sobre a importância de denunciar casos de violência contra as mulheres.

A campanha é uma iniciativa da fundação dos Estados Unidos, The Carter Center, que busca promover o direito das mulheres à informação.

Na capital paulista, o foco da campanha é o combate à violência de gênero, mobilizando os cinco CCMs (Centros de Cidadania da Mulher) que, junto com os CRMs (Centros de Referência da Mulher) e a Casa da Mulher Brasileira, formam a rede de proteção à mulher.

"É fundamental criar alternativas para que cada vez mais as mulheres possam se informar sobre seus direitos e acessar os serviços municipais de forma simples e descomplicada. Esta campanha traz a oportunidade de falar com as mulheres para construir a igualdade de gênero e a emancipação”, afirmou a secretária municipal de Relações Internacionais, Marta Suplicy.

Ações

Entre as ações previstas, estão a realização de grafites por artistas mulheres nos cinco CCMs da capital, oficinas criativas, um evento de empreendedorismo, também campanha nas mídias sociais e a divulgação de um vídeo-depoimento sobre a importância de reconhecer como combater a violência de gênero.

A campanha da cidade de São Paulo utiliza o conceito “Um lugar para todas as mulheres”. A ideia destaca a atuação dos CCMs e CRMs para promover a cidadania e também orientar as mulheres em situação de violência sobre direitos e ajuda oferecida pela administração municipal.

Últimas