São Paulo SP: ônibus param no viaduto Diário Popular após terem pneus furados

SP: ônibus param no viaduto Diário Popular após terem pneus furados

Segundo SPTrans, homens não identificados também cortaram correia do motor, o que prejudica a circulação dos coletivos

  • São Paulo | Do R7, com informações da Agência Record

 Ônibus param no viaduto Diário Popular, no centro de SP, após terem pneus furados

Ônibus param no viaduto Diário Popular, no centro de SP, após terem pneus furados

Reprodução Record TV

O trânsito travou no viaduto Diário Popular, no centro de São Paulo, na manhã desta segunda-feira (14). Segundo a SPTrans (São Paulo Transporte), a partir das 7h30 homens não identificados pararam os ônibus na via, murcharam os pneus e cortaram a correia do motor, o que prejudicou a operação das linhas na região.

A Polícia Militar foi acionada para o que seria uma manifestação próximo ao terminal de ônibus do Parque Dom Pedro II, região central de São Paulo, às 7h40.

O helicóptero da Record TV flagrou diversos ônibus municipais parados no viaduto assim como veículos que não conseguiram avançar. A CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) sinalizou o local.

O SindMotoristas (Sindicato dos Motoristas e Trabalhadores em Transporte Rodoviário Urbano de São Paulo) disse não possuir informações de manifestação. A ação teria sido realizada por ex-funcionários desligados de empresas de ônibus e não há nenhuma relação com a categoria.

Em nota, a SPTrans informou que a circulação de 33 diferentes linhas foi prejudicada, pertencentes às empresas Metrópole, Gato Preto, Ambiental, Sambaíba, Express, Via Sudeste, Mobi Brasil, KBPX, Campo Belo, Gatusa e Transpass. São elas:

2363/10, 2551/10, 2552/10, 3686/10, 208V/10, 4221/10, 4491/10, 2582/10, 2626/10, 2666/10, 2678/10, 3459/10, 5290/10, 2123/10, 2127/10, 2175/10, 272N/10, 3141/10, 3390/10, 3414/10, 2590/10, 3161/10, 3301/10, 5142/10, 5143/10, 390E/10, 4310/10, 4210/10, 4311/10, 4312/10, 4313/10, 4314/10 e 4315/10.

Guinchos da SPTrans estão no local para a remoção dos ônibus. A empresa também acionou a polícia para identificar os responsáveis pelo ato de vandalismo.

Últimas