São Paulo SP prorroga de novo fase de transição por mais duas semanas

SP prorroga de novo fase de transição por mais duas semanas

Em vigor até 23 de maio, etapa estende horário de funcionamento do comércio até 21h e amplia taxa de ocupação para 30%

  • São Paulo | Fabíola Perez, do R7

Comércio e restaurantes podem funcionar das 6h às 21h em nova fase de transição

Comércio e restaurantes podem funcionar das 6h às 21h em nova fase de transição

USP Imagens

O governo de São Paulo prorrogou, nesta sexta-feira (7), a fase de transição por mais duas semana em todo o estado. A etapa do plano de flexibilização econômica, prevista para se encerrar no domingo (9), valerá até o dia 23 de maio. A mudança prevê a extensão do horário do comércio e restaurante até 21h e a ampliação da taxa de ocupação dos estabelecimentos para 30%.

O anúncio foi feito pelo governador João Doria (PSDB), durante coletiva no Palácio dos Bandeirantes. As novas medidas começam a valer a partir deste sábado (8).

O horário de funcionamento passa a ser das 6h às 21h para estabelecimentos comerciais, galerias e shoppings. O mesmo expediente poderá ser seguido por serviços como restaurantes e similares, salões de beleza, barbearias, academias, clubes e espaços culturais como cinemas, teatros e museus.

"Quero reforçar que um dos indicadores importantes, que serve como balizamento, é a ocupação dos leitos. Essa taxa, se olharmos, o estado de SP está com 78% de ocupação dos leitos. Os hospitais e leitos não podem ficar ociosos e há uma redução de leitos. Mas a taxa de ocupação permanece alta porque há uma redução de leitos para covid-19. Se houver um crescimento da demanda, esses leitos serão utilizados para covid", explicou João Gabbardo, coordenador executivo do Comitê de Contingenciamento de Covid-19.

A fase de transição mantém liberadas as celebrações individuais e coletivas em igrejas, templos e espaços religiosos, desde que seguidos rigorosamente todos os protocolos de higiene e distanciamento social. Parques estaduais e municipais também poderão ficar abertos com horário das 3h às 18h.

O toque de recolher continua nas 645 cidades do estado, mas das 21h às 5h, assim como a recomendação de teletrabalho para atividades administrativas não essenciais e escalonamento de horários para entrada e saída de trabalhadores do comércio, serviços e indústrias.

Gabbardo afirmou ainda que o Centro de Contingência prevê uma redução no número de internações com o aumento nas imunizações. "Mantendo o controle por mais três semanas e, ao mesmo tempo, com o aumento da vacinação teremos outra condição de imunidade. Ampliaremos de forma intensa o número de pessoas imunizadas", afirmou. 

"Vamos manter as restrições do Plano SP esperando que o aumento da velocidade da imunização impacte em uma redução no número de internações. Por isso, agora é importante aumentar para pessoas com comorbidades e doenças crônicas", disse ele. 

Últimas