São Paulo SP: rede municipal de ensino abre fase de matrículas e rematrículas

SP: rede municipal de ensino abre fase de matrículas e rematrículas

Pais ou responsáveis devem comparecer à escola mais perto da residência para requisição e entrega de documentação

  • São Paulo | Do R7

Divulgação das escolas dos alunos matriculados ocorre a partir de 13 de dezembro deste ano

Divulgação das escolas dos alunos matriculados ocorre a partir de 13 de dezembro deste ano

Divulgação/Secretaria Municipal de Educação de SP

A SME-SP (Secretaria Municipal de Educação de São Paulo) está com o período de matrículas e rematrículas aberto aos estudantes que desejam iniciar os estudos na rede municipal.

Para solicitar a vaga, os responsáveis por crianças ainda não matriculadas devem comparecer à escola mais perto da residência para preencher a ficha de matrícula e entregar a documentação exigida. Para os estudantes que já estão matriculados em escolas municipais, a rematrícula será automática e a vaga é garantida para as séries seguintes. Os responsáveis são orientados apenas a buscar na unidade de ensino a ficha de rematrícula.

A informação sobre as unidades em que os alunos vão estudar no próximo ano letivo acontece a partir do dia 13 de dezembro de 2021. Os procedimentos necessários para a solicitação ​variam de acordo com a modalidade: creche, educação infantil, ensino fundamental, ensino médio ou EJA (Educação de Jovens e Adultos).

Vale lembrar ​que o encaminhamento para a matrícula ocorre por meio do georeferenciamento, que define como prioridade escolas próximas da casa do aluno (até 1.500 metros para berçários e até 2 mil metros a partir do minigrupo). Caso não haja vaga em uma unidade perto da residência, o estudante terá a matrícula garantida em uma escola ​a mais de 2 quilômetros com direito ao Programa de Transporte Escolar Gratuito.

Documentos necessários para a matrícula nas CEIs (Centros de Educação Infantil) ou EMEIs (Escolas Municipais de Educação Infantil):

- documento de identidade do aluno: certidão de nascimento, RG (Registro Geral) ou RNM (Registro Nacional Migratório);
- RNM ou protocolo de solicitação de refúgio;
- comprovante ou declaração de endereço no nome do pai, mãe ou responsável legal;
- CPF do aluno e do pai, mãe ou responsável legal ou RNM/protocolo;
- telefones para contato, preferencialmente celular, e email do pai, mãe ou responsável legal;
- carteira de vacinação atualizada;
- cartão do Programa Bolsa Família; e
- cartão do SUS (Sistema Único de Saúde).

Documentos necessários para a matrícula em EMEFs (Escolas Municipais de Ensino Fundamental):

- certidão de nascimento, RG (Registro Geral) ou RNM (Registro Nacional Migratório) e CPF;
- comprovante de endereço no nome do pai, mãe ou responsável legal; e
- comprovante de escolaridade anterior, em caso de prosseguimento de estudos.

Últimas