SP registra 6 mortes por covid-19, como no 5º dia da pandemia

Estado vive 223º dia de pandemia e registra patamar semelhante ao vivido no início da crise. "Mas não podemos relaxar", diz Gabbardo

Gabbardo afirma que SP atingiu número de casos semelhantes aos do início da pandemia

Gabbardo afirma que SP atingiu número de casos semelhantes aos do início da pandemia

Divulgação - 16/07/2020

O Estado de São Paulo registrou seis mortes por covid-19 no domingo (26), mesmo patamar de ocorrências registrado no 5º dia de pandemia, 21 de março desse ano. A informação foi dada pelo coordenador executivo do Centro de Contingência de Covid-19, João Gabbardo.

Leia mais: São Paulo libera visitação em cemitérios em feriado de finados

"Estamos registrando os óbitos de ontem, foram 6 óbitos, estamos hoje no dia 223 da pandemia e alcançamos o mesmo número do 5º dia. A pandemia começou dia 17 e no dia 21, tivemos seis óbitos. Retornamos ao 5º dia de epidemia, mas ainda não nos dá a possibilidade de relaxar, mas dá informações importantes ao Centro de Contigência do Coronavírus", afirma Gabbardo.

O governador João Doria afirmou ainda que a 2ª onda de covid-19, que atinge alguns países da Europa, deve servir de alerta para o Brasil, sobretudo, para São Paulo. "Estamos na 12ª em queda de casos, mas isso não nos impede de seguir as recomendações da saúde. Defendemos também todas as vacina qualificadas como efeicazes pela Anvisa", afirmou o governador.

Visitação a cemitérios

O Centro de Contingência do Coronavírus de São Paulo autorizou a visitação a cemitários no dia do feriado de finados, 2 de novembro. O anúncio foi feito nesta segunda-feira (26) durante coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes. "O centro não estabeleceu nenhuma restrição de visitação para o dia 2 de novembro", afirmou João Doria, governador do estado.

"Usem máscaras, mantenham o distanciamento social e cumprem os protocolos de higiene. A decisão final (sobre a visitação ) cabe a cada município", afirmou o governador.