Novo Coronavírus

São Paulo SP registra maior índice de lentidão no trânsito durante a quarentena

SP registra maior índice de lentidão no trânsito durante a quarentena

Índice registrado às 8h foi de 19km, superando os 10 km da véspera do feriado de Páscoa. Hoje governo de SP detalhou plano para retomar economia

  • São Paulo | Do R7

Trânsito na Radial Leste, via de ligação entre a zona leste e a região central de São Paulo

Trânsito na Radial Leste, via de ligação entre a zona leste e a região central de São Paulo

PAULO LOPES/BW PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO- 22.04.2020

A cidade de São Paulo registrou nesta quarta-feira (22) o maior índice de lentidão no trânsito desde o início da quarentena, em 24 de março, de acordo com estudo realizado pela Companhia de Engenharia de Tráfego a partir de dados do aplicativo Waze.

Saiba como se proteger e tire suas dúvidas sobre o novo coronavírus

Às 8h, foram registrados 19 km de lentidão na cidade, que deixou para trás o índice de 10 km registrado no dia 9 de abril, a quinta-feira da véspera do feriado de Páscoa.

O Waze capta pequenos atrasos no tempo de duração do percurso de cada usuário. Enquanto a CET define como lentidão a formação de filas, o Waze leva em conta qualquer atraso em relação neste tempo de deslocamento. A adoção da base de dados ajuda a entender se a população está ou não atendendo aos pedidos de isolamento social.

O estado de São Paulo lida com uma meta de isolamento de 70%, calculada de acordo com a capacidade do sistema de saúde para atender pacientes com covid-19.  Na terça-feira (21), a taxa ficou em 57%.  Nesta quarta-feira, o governo do estado anunciou um plano para a retomada gradual das atividades econômicas, que deve acontecer a partir do dia 11 de maio. 

Análise de lentidão da CET com base em dados do Waze

Análise de lentidão da CET com base em dados do Waze

Reprodução

A análise da CET, acima, aponta a os maiores índices de lentidão na cor vermelha e os menores índices de lentidão na cor verde. Na primeira coluna, à esquerda, estão os dias do mês e, na primeira linha, os horários do monitoramento do trânsito, de 7h às 20h. No topo da tabela está o dia de início do estudo, 2 de março, com mais registros em vermelho, antes da adoção das medidas de isolamento. Na base, esta quarta-feira, com mais registros em amarelo. 

“Este estudo mostra que está acontecendo uma grande variação para cima no volume de carros na cidade de São Paulo", disse o secretário municipal de Mobilidade e Transportes da cidade de São Paulo, Edson Caram. "É muito importante que a parte da população que possa ficar em casa, fique. Não é momento de haver relaxamento”, complementa. 

Últimas