São Paulo SP: Servidores da Covisa fazem ato contra demissões e transferências

SP: Servidores da Covisa fazem ato contra demissões e transferências

Protesto é contra portaria que acabou com três setores e transferiu funcionários sem aviso prévio. Fiscalização poderá ficar comprometida

  • São Paulo | Letícia Assis, da Agência Record

Servidores públicos de SP fazem ato contra demissão e extinção de setores

Servidores públicos de SP fazem ato contra demissão e extinção de setores

Reprodução

Servidores públicos fazem uma manifestação contra a demissão de 267 profissionais que foram transferidos sem aviso prévio. O ato ocorre em frente à sede da Covisa (Coordenaria de Vigilância em Saúde), na rua Isabel, na Vila Buarque, região central de São Paulo, desde às 9h30 desta segunda-feira (17).

O ato tem a intenção de revogar a portaria n°319/2020, publicada no Diário Oficial de quinta-feira (13), que extinguiu três setores importantes dentro da Covisa, transferindo mais de 260 servidores sem aviso prévio.

Leia mais: Homem é preso por aplicar golpes no auxílio emergencial e FGTS

De acordo com os organizadores, a remoção vai afetar a fiscalização na cidade de São Paulo em vários campos. Entre eles estão grandes estabelecimentos, as indústrias de alimentos e indústria farmacêutica, além da fiscalização do uso de máscaras.

Para os servidores, essa medida coloca a população de São Paulo em perigo e nenhuma exposição técnica é apresentada por parte da administração municipal.

Veja também: Vítimas intoxicadas com gás jogado por vizinho temem volta ao trabalho

No momento, os manifestantes se concentram em frente à Secretaria Municipal de Saúde, na rua General Jardim, na República, também na área central da capital.

Em imagens que a Agência Record teve acesso, é possível ver diversos servidores segurando cartazes e faixas com dizeres contra as privatizações e terceirizações do setor com o auxílio de som.

A Polícia Militar não foi chamada.

Últimas