São Paulo SP sinaliza avanço para fase menos restritiva na semana que vem

SP sinaliza avanço para fase menos restritiva na semana que vem

Governador João Doria vê evolução do plano São Paulo, mas anúncio oficial será feito somente na sexta-feira (9)

  • São Paulo | Do R7

Regiões de São Paulo poderão avançar para fase laranja a partir de sexta-feira (9)

Regiões de São Paulo poderão avançar para fase laranja a partir de sexta-feira (9)

Futura Press/Folhapress/30/04/2021

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB) sinalizou, nesta quarta-feira (5), que regiões do estado podem avançar para uma fase menos restritiva na próxima semana. O anúncio oficial, porém, será feito somente na sexta-feira (9), quando se encerra a fase de transição do plano de flexibilização. 

"Baseado nas informações, estamos otimistas em relação à evolução positiva do plano São Paulo, migrando, talvez, para uma fase menos restritiva", afirmou o governador. Os números, apresentados pelo secretário estadual de saúde, Jean Gorinchteyn, mostram que foi um crescimento de 2,5% nos casos e quedas de 0,2% nas internações e 1,3% nos óbitos. 

O coordenador do Centro de Contingência do Coronavírus, Paulo Menezes, afirmou que esta semana será decisiva para o órgão formular as orientações que serão enviadas ao governo. "Estamos examinando todos os aspectos desses indicadores, o que foi apresentado aqui foram os indicadores que na semana que se encerrou no sábado. Estamos no meio da semana para ver a tendência dos indicadores."

Menezes explicou que o fato de havido um aumento do número de casos até a semana passada, requer uma análise mais profunda. "Existe um atraso na notificação de caso. [...] Estamos acompanhando, nesse momento a situação é de estabilidade. Aquela queda que vínhamos acompanhando de internações e casos, houve uma estabilidade", diz.

No caso dos óbitos, o coordenador disse que, como previsto, são os últimos indicadores a começar a se reduzir. "Como havíamos projetado, continuam caindo, já que são o desfecho mais tardio do momento da infecção. Amanhã, no final do dia, teremos a recomendação das medidas serem anunciadas na sexta."

O secretário executivo do órgão, João Gabbardo afirmou que os dados apresentados até o momento não indicam a necessidade de retrocesso no plano. "Os indicadores dessa semana mostram que houve uma redução na queda do que estávamos apresentando", disse.

"É preciso que a população entenda que estamos no enfrentamento de uma situação muito grave. As medidas de distanciamento social são extremamente necessárias. Se as pessoas evitarem aglomerações, churrascos, festas de final de semana, aglomerações no comércio, na rua, no próprio transporte coletivo, vão nos dar melhores condições de forma segura, gradativa e até um retorno lento à normalidade", afirmou.

Últimas